quinta-feira, 11 de novembro de 2021

Vexame do judô paulista no Brasileiro sub-21. Um desastre anunciado - Por Carlos Bortole


A cidade de Pindamonhangaba, no interior de São Paulo, sediou na última semana o Campeonato Brasileiro Sub-21 Masculino. E a Federação Paulista de Judô, como entidade/estado anfitriã, protagonizou um vexame sem precedentes em sua história. Das sete categorias em disputa, São Paulo conquistou apenas 4 medalhas, sendo 2 de prata e 2 de bronze. Na contagem geral RJ, MG, DF, PE e RS terminaram a competição nas cinco primeiras colocações. Porta de entrada para a categoria principal da modalidade, a classe sub-21 é caminho obrigatório aos judocas que representarão o país nos próximos ciclos olímpicos e nas principais competições do calendário internacional durante a próxima década.
A péssima performance do judô paulista no Brasileiro Sub-21 é um desastre anunciado, reflexo da leniência e da soberba que vem solapando, de forma silenciosa, as estruturas da modalidade no estado. Integrante do núcleo de poder que comandou a entidade durante as últimas 3 décadas, a “nova” gestão de Alessandro Puglia - caso seja legitimada na esfera judicial onde trava disputa contra a oposição -, precisará abandonar amarras do passado e soluções fáceis que continuam permeando o discurso dos atuais dirigentes. Retomar o protagonismo no cenário nacional exige trabalho duro e competente. As ferramentas existem, basta saber utiliza-las.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da matéria? Deixe um comentário!
Aproveite e seja um membro deste grupo, siga-nos e acompanhe o judô diariamente!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Pesquisa personalizada