quinta-feira, 23 de maio de 2024

Pará: Atletas do Judô Paralímpico apoiados pelo Governo do Estado são campeões na Copa Loterias Caixas, em São Paulo


Com o apoio do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel), a atleta Sofia de Jesus Pastana, de 15 anos, da categoria iniciante, e José Cleberson conquistam o ouro, na Copa Loterias Caixa de Judô Paralímpico, em São Paulo. O torneio é organizados pela CBDV (Confederação Brasileira de Desportos de Deficientes Visuais) equivalentes aos campeonatos brasileiros da modalidade.

Além dos campeões do judô paralímpico, o governo apoiou mais quatro atletas, que estão trazendo medalhas para o Pará, Victoria Emilly Batista Vale, com a medalha de prata, Marcelino Rodrigues Galvão e Lucas Alek Miranda dos Santos, ambos conquistaram o bronze, já o atleta Tiago Ferreira Gatinho ficou na sexta colocação. Os atletas foram comandados pelos técnicos Reinaldo Ribeiro da Costa e Johnnathan Progenio dos Santos.

O secretário titular da Seel, Cássio Andrade ressalta a conquista dos atletas do Judô Paralímpico e o trabalho desenvolvido pelo Governo do Estado e Seel na valorização do esporte paraense. “Estamos felizes por mais essas conquistas dos nossos atletas que nos representam nas competições por todo o Brasil, e nós do Governo do Estado, por meio Seel, estaremos sempre dando total apoio aos atletas e valorizando cada vez mais os nossos representantes”, disse o secretário.

A mãe do medalhista de bronze Lucas Alex, Socorro Miranda, fala da felicidade de ver o filho conquistando medalhas em campeonatos brasileiros. “Eu fico muito feliz por ele! Cada medalha é uma vitória indescritível. Sempre fico muito emocionada. Uma conquista que representa a força do esporte para pessoas com deficiência”, disse a mãe.

Para o técnico Reinaldo Ribeiro da Costa o apoio da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer, foi fundamental nesta conquista. “Se não fosse a Seel, o apoio financeiro, o aporte financeiro que vocês dão para a gente se locomover para as competições, nada disso teria acontecido. Então, o resultado é do Estado, é nosso e está aí. Resultado de seis atletas, cinco medalharam e um foi sexto lugar. Eu agradeço muito o apoio dado da Secretaria para os atletas paralímpicos, na modalidade judô”, disse o técnico. 

A Copa Loterias contou com a participação de 16 estados brasileiros, 49 associações e clubes, os atletas paraenses de do Judô Paralímpico representam a associação ASFAM, e ficaram com a segunda colocação geral na Copa.

Quadro de medalhas dos atletas apoiados pela Seel:

- Sofia de Jesus Pastana , - Iniciante. Campeã
- José Cleberson - Campeão
- Victoria Emilly Batista Vale - Faixa Marrom - vice- campeã 
- Lucas Alek Miranda dos Santos - Faixa Verde - medalha de bronze 
- Tiago Ferreira Gatinho - Adulto Meio pesado - sexto lugar 
- Marcelino Rodrigues Galvão - Meio médio - bronze

Rio de Janeiro: Instituto Reação conquista o Campeonato Carioca


Com cerca de 800 judocas, o fim de semana de Campeonato Carioca foi agitado na Arena da Juventude, no Parque Olímpico de Deodoro. E quem levou a melhor foi o Judô Comunitário Instituto Reação, que terminou a classificação geral no topo com 27 ouros, 19 pratas e 24 bronzes, à frente de Clube de Regatas do Flamengo (20-20-25) e Umbra – Club de Regatas Vasco da Gama (07-05-12). A quarta colocada e melhor agremiação do Interior no evento foi o Impacto Fight School (05-04-09), de Irajá.

No quadro de medalhas classe a classe, o Reação só não faturou a classe Sub-13, que ficou com o Flamengo, com 3 ouros, 2 pratas e 6 bronzes. O Reação venceu as classes Sênior (06-06-06), Sub-21 (08-03-08), Sub-18 (06-04-04) e Sub-15 (06-02-04). A Arena da Juventude também recebeu o Campeonato Carioca de Veteranos, que foi vencido pelo Flamengo (18-04-01).

A próxima competição do Circuito Estadual da FJERJ, o Troféu Rio de Janeiro, está agendada para o fim de semana dos dias 13 e 14 de julho. Antes disso, em 22 e 23 de junho, ocorre a 2ª etapa do Circuito Hajime.

Projeto Judocas do Futuro é destaque no Campeonato Carioca


Dando continuidade à frutífera parceria entre a Federação de Judô do Estado do Rio de Janeiro (FJERJ) e a Secretaria de Esporte e Lazer do Estado do Rio de Janeiro, o Projeto Judocas do Futuro foi contemplado com 150 quimonos. Esse material foi destinado a faixas brancas da classe Sub-11 de agremiações afiliadas à Federação e matriculadas em escolas de Judô de comunidades do Estado. A cerimônia de entrega dos quimonos foi no domingo, 19 de maio, às 11:30h, na Arena da Juventude, como parte da programação do Campeonato Carioca, e teve a presença do Secretário Rafael Picciani. A atividade lúdica ainda incluiu um aulão de Judô para as crianças do projeto. O presidente da Federação, Jucinei Costa, comentou sobre a relação de proximidade com a Secretaria de Esporte e Lazer:

“A Federação e a Secretaria possuem muitos pilares e objetivos em comum, entre os quais destaco pensar o esporte em suas múltiplas dimensões. A mesma receptividade que tive ao conversar com a Secretaria em busca de apoio para a realização do Campeonato Pan-Americano e Oceania, um evento internacional de alto rendimento, encontrei ao sugerir que recursos oriundos de contrapartida social fossem destinados a crianças de comunidades do Rio de Janeiro através do Projeto Judocas do Futuro”, disse Jucinei Costa, que completou ressaltando os benefícios sociais gerados pela parceria:

“O Judô é um caminho privilegiado para que as crianças, independente da situação e origem, sejam incluídas em atividades sociais, se desenvolvam física e mentalmente, aprendam valores e se divirtam. Oferecer um quimono a uma criança é um gesto simbólico da Federação de abertura de portas a esse rico universo do Judô, assim como foi a participação de algumas delas na solenidade de abertura do Campeonato Pan-Americano e Oceania”.


quarta-feira, 22 de maio de 2024

🎙️Novo Podcast no Ar: POD IPPON! 🥋

 

É com grande entusiasmo que anunciamos a estreia do POD IPPON, o mais novo podcast dedicado ao judô e suas fascinantes histórias! Sob a condução do judoca faixa preta Everton Monteiro, editor do boletim OSOTOGARI, o POD IPPON promete trazer conversas envolventes e interessantes sobre o mundo do judô.

No POD IPPON, você será levado a uma caminhada por entre as histórias e conquistas de grandes personagens do judô. Cada episódio contará com convidados especiais que compartilharão suas experiências, desafios e triunfos nos tatames. Prepare-se para conhecer de perto detalhes das vitórias, as lições aprendidas nas derrotas e as curiosidades que moldaram a trajetória desses incríveis atletas.

🗓️ Data de estreia: 27 de maio às 20h 

🥋 Convidado do Episódio 001: Cristian Cezário - Heptacampeão de Judô Veteranos

📍 Onde assistir:  No canal do Youtube do boletim OSOTOGARI 

Junte-se a nós e faça parte desta comunidade apaixonada pelo judô. Siga o POD IPPON para não perder nenhum episódio e fique por dentro de tudo o que acontece no universo judoca. Prepare-se para histórias emocionantes, contadas por quem vive e respira judô!

POD IPPON – Onde o judô é protagonista e cada história é um ippon!

Esperamos que todos se juntem a nós para celebrar e se inspirar com essas incríveis histórias de vida e conquistas no judô. Não perca!

#Podippon #Judô #Podcast #EvertonMonteiro #OSOTOGARI #HistóriasDeJudô #Ippon


Por: Boletim OSOTOGARI


Com pai e filho campeões, Botafogo Judô garante top 5 no Campeonato Carioca


O Botafogo Judô conquistou 23 medalhas, seis delas de ouro, no Campeonato Carioca da Federação de Judô do Estado do Rio de Janeiro, realizado neste final de semana, na Arena da Juventude, no Rio, e ficou com o 4º lugar entre as equipes da capital num universo de 230 agremiações filiadas à federação.

Dessas quatro medalhas de ouro conquistadas pelo time alvinegro, duas delas vieram com pai e filho, Alex Lotto e Bernardo Lotto, que garantiram os títulos nas classes veterano e sub-13, respectivamente. As outras medalhas capturadas pela equipe da Estrela Solidária foram seis pratas e 11 bronzes

"Foi uma competição muito dura, mas o Botafogo tem se superado a cada etapa, evoluindo, melhorando a performance a cada evento, e isso é fruto do trabalho em equipe, que, apesar de ter menos de dois anos, vem mostrando um grande entrosamento", exaltou o treinador Jomar Carneiro.


Celebração Especial de Dia das Mães no Clube Monte Líbano


No mês de maio, no Clube Monte Líbano de São José do Rio Preto, a diretoria do clube, juntamente com o departamento de judô comandado pelo professor Guilherme Suman, organizou uma grande celebração em homenagem ao Dia das Mães. A comemoração ocorreu nos tatames do clube, onde foi servido um delicioso café da manhã para recepcionar as mães dos judocas. Sessenta mães associadas e participantes do judô receberam uma lembrança especial em homenagem ao seu dia. As festividades foram encerradas com um almoço especial.

Por: Judô Clube Monte Líbano

terça-feira, 21 de maio de 2024

Federação Paulista de Judô Condenada a Restituir Mais de R$ 689 Mil ao Governo do Estado de São Paulo


A Federação Paulista de Judô foi condenada a ressarcir os cofres do Governo do Estado de São Paulo em valores somados, R$ 689.430,42 (seiscentos e oitenta e nove mil, quatrocentos e trinta reais e quarenta e dois centavos) .

Os valores a serem ressarcidos são provenientes de convênios com a Secretaria de Esportes, Lazer e Juventude do Estado de São Paulo em 2014 cujas prestações de contas foram julgadas irregulares pelo Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE), conforme descrito abaixo:

Convênio celebrado entre as partes com vista à realização nos dias 05 e 06 de setembro de 2014 do evento “Campeonato Paulista Sênior – 2014”. Valor: R$ 83.400,00

Transferência de recursos financeiros para cobertura parcial das despesas com a realização do evento esportivo intitulado Campeonato Paulista por Faixa 2014. Valor: R$ 346.746,14

Transferência de recursos financeiros para cobertura parcial das despesas com a realização do evento desportivo intitulado Exame de Graduação 2014. Valor: R$ 259.284,28

Sobre os valores a serem restituídos, de 2014, aplica-se ainda correção monetária, onde fizemos uma projeção estimada:

Para calcular o montante de uma dívida de R$ 689.430,42 em 2014 acrescido de correção monetária até 2024, precisamos considerar o índice de correção aplicado. Um índice comum para correção monetária no Brasil é o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), que é medido pelo IBGE e reflete a inflação no país.

Vamos usar uma aproximação baseada na média anual do IPCA. Entre 2014 e 2023, a inflação acumulada pelo IPCA foi aproximadamente 67%. Este valor pode ser usado para estimar a correção monetária até 2024. Note que para uma precisão exata, é necessário consultar os valores anuais específicos do IPCA.

Cálculo aproximado:

1. Valor original da dívida em 2014: R$ 689.430,42

2. Inflação acumulada (aproximada) de 2014 a 2023: 67%

Fórmula para calcular o montante corrigido:

Montante corrigido = Valor original x (1 + taxa de correção)

Montante corrigido = 689.430,42 x (1 + 0,67)

Montante corrigido = 689.430,42 x 1,67

Montante corrigido  1.151.168,80

Portanto, a dívida de R$ 689.430,42 em 2014, corrigida pela inflação acumulada até 2024, seria aproximadamente R$ 1.151.168,80.

Importante frisar que este é um cálculo aproximado e quem vai determinar o valor correto será o TCE. 

Para melhor entendimento dos fatos aqui apresentados, confira nos links abaixo cada processo julgado:

PROCESSO: TC-016575.989.18-1  "Campeonato Paulista Sênior – 2014"

PROCESSO: 00015297.989.18-8  "Campeonato Paulista Por Faixa 2014" 

PROCESSO: 00018511.989.18-8 "Exame de Graduação 2014" 

Por: Boletim OSOTOGARI



domingo, 19 de maio de 2024

Michel Augusto faz boa campanha no Mundial e garante, matematicamente, classificação para Paris 2024


O judô brasileiro fechou o primeiro dia do Mundial, em Abu Dhabi, sem medalha, mas com uma ótima notícia. O peso Ligeiro Michel Augusto fez boa campanha e faturou pontos que o garantem, matematicamente, nos Jogos Olímpicos de Paris 2024. 

“Eu queria agradecer a todos que torceram por mim. Eu dei o meu melhor aqui no Mundial, mas não foi dessa vez, eu queria ter saído com a medalha, mas saí com pontos importantes para conquistar minha vaga olímpica”, disse Michel. 


Ele venceu duas lutas e parou nas oitavas-de-final, acumulando 220 pontos no ranking olímpico. Com isso, chegou a 2.796 pontos e, matematicamente, pelos resultados dos demais concorrentes no Mundial, não poderá ser alcançado e manterá seu posicionamento na classificação direta à Paris. 


Na estreia, ele bateu um adversário direto na briga pela vaga, o tadjique Muhammadsoleh Quvatov, por waza-ari, no golden score, e superou o judoca do azerbaijão, Balabay Aghayev, número 5 do mundo, nas punições. 


Mas, nas oitavas-de-final, o brasileiro caiu no ippon do vice-campeão olímpico, Yeldos Smetov, do Cazaquistão, que chegou à disputa pelo bronze neste mundial e já tem 3


“Primeiro objetivo alcançado. Toda equipe masculina está classificada para os Jogos Olímpicos”, comemorou Antonio Carlos Kiko Pereira, treinador da seleção masculina de judô do Brasil. 


“O Michel teve uma boa evolução nas últimas competições, ganhou de cabeça-de-chave aqui no Mundial e vamos continuar trabalhando para que ele mantenha essa evolução, agora, nos Jogos Olímpicos”, elogiou Marcelo Theotonio, gestor de alto rendimento da CBJ. 


Michel Augusto tem apenas 19 anos e será o judoca mais jovem do time brasileiro em Paris. Ele é atleta do SESI-SP, da Federação Paulista de Judô. É o primeiro atleta do judô do SESI-SP a se classificar para os Jogos Olímpicos. 


Entre os principais resultados dele estão o ouro nos Jogos Pan-Americanos Santiago 2023, ouro no Campeonato Pan-Americano e Oceania do Rio e a prata no Grand Prix de Portugal 2024. 


Larissa Pimenta e Natasha Ferreira ficam em 7º lugar 


Além da vaga de Michel, o Brasil ainda outros dois bons resultados no primeiro dia em Abu Dhabi, com Larissa Pimenta (52kg) e Natasha Ferreira (48kg), que chegaram ao bloco final e terminaram em 7º lugar após caírem na repescagem. 


Larissa estreou com ippon sobre a camaronesa Marie Celine Matia e superou Angelica Delgado, dos Estados Unidos, nas punições. Nas quartas-de-final, contudo, perdeu para a italiana Odette Giuffrida e não passou por Mascha Ballhaus, da Alemanha, ambas nas punições. 


Já Natasha, estreou com vitória também por ippon sobre Geronay Whitebooi, da África do Sul, e contou com o erro da japonesa Wakana Koga, uma das favoritas da categoria, para chegar às quartas-de-final. Koga apoiou a cabeça no chão durante projeção que derrubou Natasha e, com isso, foi desclassificada da competição (head dive). 


Nas quartas, Natasha parou no ippon da cazaque Abiba Abuzhakinova e, na repescagem, sofreu o waza-ari de Catarina Costa, de Portugal, e não conseguiu converter o resultado. 


Natasha tem, até o momento, uma das cotas retornadas e precisará aguardar o fechamento do ranking, em 25 de junho, para confirmar a vaga para Paris. 


Por: Assessoria de Imprensa da CBJ

Foto: Anderson Neves


Cinco atletas de Arapiraca se classificam para o Brasileiro de Judô


Cinco atletas de Arapiraca foram classificados para a final do Campeonato Brasileiro de Judô. Eles participaram do meeting alagoano da modalidade e, dos nove atletas do Instituto Andrade, conseguiram avançar.

Daniel Macedo e Mariana Cavalcante, da categoria Sub-13, disputarão a final em Curitiba-PR. O judoca Anderson Santos, da categoria Sub-18, lutará a final no Rio de Janeiro-RJ. Ele também integra a categoria Sub-21.

Inclusive, na categoria Sub-21, Anderson Santos e João Andrade vão participar da final em Lauro de Freitas, na Bahia-BA. João Andrade também é da categoria Sênior. Ele e Janyelle Maria representarão a categoria e lutarão no Espírito Santo-ES.

Todos contam com o apoio da Prefeitura de Arapiraca, por meio da Secretaria Municipal de Esporte (SMESP). Para o secretário de Esporte de Arapiraca, Josenildo Souza, a classificação dos atletas estimula o apoio e fortalece a representação da cidade na visibilidade nacional.

“A participação dos atletas no Campeonato Brasileiro de Judô traz reconhecimento para cada um deles e nos orgulha muito apoiá-los”, disse Josenildo Souza.

“Temos tradição em ter representante em todas as classes e Alagoas estará bem representada, com a esperança de trazermos título este ano”, afirmou Clebeson Andrade, presidente do Instituto Andrade.


Judoca caxiense ganha bronze na Europa e está na Paralimpíada de Paris


O judoca caxiense Marcelo Casanova será cabeça de chave na Paralimpíada de Paris 2024. A conquista veio com a medalha de bronze, conquistada na manhã deste domingo (19), em Tbilisi, na Geórgia.

No decorrer da etapa do Grand PrIx IBSA Da categoria J2 -90, o caxiense, do Recreio da Juventude, venceu J. Joubert, da África do Sul, perdeu a semifinal para Karamatov, do Uzbequistão, e venceu a disputa de bronze de D. Gora, da Alemanha.

Com o resultado, Casanova deve garantir o quarto lugar no ranking mundial. Agora, ele espera a convocação oficial da Confederação Brasileira de Desportos de Deficientes Visuais (CBDv) para representar o Brasil na Paralimpíada, que começa em 28 de agosto e vai até 08 de setembro.

O sensei Giovani Cruz acompanhou o atleta na disputa europeia.

Por: LeOuve

sábado, 18 de maio de 2024

Prefeitura e Associação Mercadante mobilizam a população de Araras e conseguem arrecadar mais de 100 toneladas de donativos para o Rio Grande do Sul

 

Confirmando a solidariedade e o amor ao próximo o povo de Araras uniu-se ao empresário Marcos Mercadante, a prefeitura, através do nosso prefeito Pedrinho Eliseu e ao empresário Leandro Rebniker Gasque da DLD Log Reversa e juntos enviaram para os irmãos gaúchos duas carretas com mais de 100 toneladas de alimentos, roupas, cobertores e muita água.

Representando os ararenses, Marcos Mercadante viajou mais de 1.300 KM sozinho, 16 horas de viagem, para receber, com o Secretário Estadual do Esporte do RS, Danrlei de Deus, e o presidente da Federação Gaúcha de Judô, Luiz Bayard, as doações.

Lembrando que, entre muitos ararenses que estão na linha de frente ajudando nessa tragédia, está também o médico veterinário Dr. Paulo Corte.


Muito orgulho dos ararenses, muito orgulho de fazer parte dessa história de doação num momento desesperador para mais 2,2 milhões de pessoas afetadas pelas enchentes em todo o Rio Grande do Sul.

Com a missão cumprida, o professor Marcos Mercadante está retornando neste sábado (18) para Araras, mas dessa vez com uma parada no caminho para descansar antes de terminar a viagem,



"Com a arrecadação das mais de 100 toneladas de doações, não podia apenas enviar as duas carretas para o Rio Grande do Sul. Eu precisava ir para Porto Alegre, dar um abraço nas pessoas, acolher um pouco e passar um pouco de energia para eles, que estão precisando muito. O pessoal do judô gaúcho envolvido na mobilização, o Bayard, Presidente da Federação Gaúcha de Judô, na linha de frente com sua equipe ajudando no que for preciso. Eu fiquei muito feliz de poder ter ido pessoalmente fazer a entrega dos donativos", disse Mercadante.

Por: Associação Mercadante de Araras


Rifa em prol do Rio Grande do Sul





Uma causa especial, uma rifa especial e um prêmio especial para o ganhador da rifa: Uma camisa oficial da Seleção Brasileira de Judô utilizada nos Jogos Pan-Americanos de 2023, autografada pelos campeões e pela comissão técnica.

Para adquirir um número da rifa, acesse o link abaixo:
https://rifa.digital/s/5fwj7ocWFKN

Por: Anderson Neves (ClickCerto) 
https://www.instagram.com/clickcertoawn_/?g=5#

Saiu o vídeo do XI Festival Auto Shopping Global de Judô. Confira!


Numa parceria entre a ADSA, Gil Sports, Prefeitura de Santo André e Auto Shopping Global, foi realizado no sábado, 11 de maio, o XI Festival Auto Shopping Global de Judô.

Com a participação de 763 judocas, na faixa de 4 a 14 anos, de 33 escolas e clubes do Grande ABC e Grande São Paulo, o evento, tradicionalmente aconteceu na véspera do dia das mães e foi organizado na praça de eventos do Auto Shopping Global.

Assista o vídeo. Quem participou vai relembrar momentos marcantes e quem não participou vai poder conferir como foi o tradicional evento para crianças em Santo André e região.

Por: Boletim OSOTOGARI


sexta-feira, 17 de maio de 2024

Jornal da USP: Visitas de judoca japonês tiveram papel essencial na consolidação do esporte no Brasil

Jigoro Kano (esquerda), criador do judô, foi mestre de Sumiyuki Kotani (direita) - Fotos: Domínio público

A difusão do judô no Brasil foi grandemente influenciada pela imigração japonesa, iniciada em 1908. O modelo explicativo mais usual entre autores sugere que a introdução do judô se divide em duas vertentes: a “intencional” e a “ocasional”. A primeira é centrada nos pioneiros que utilizavam a modalidade como atividade profissional, participando de desafios e lutas por entretenimento. A segunda considera como principais introdutores os imigrantes que usavam a prática como modo de fomentar a cultura japonesa, e como ferramenta de socialização entre os imigrantes.

Para compreender a popularização da luta no país, o pesquisador Gustavo Maçaneiro, da Escola de Educação Física e Esporte (EEFE) da USP, analisou a trajetória de Sumiyuki Kotani, judoca japonês que teve papel essencial na popularização da modalidade no Brasil, em suas visitas a partir de 1939. A pesquisa, realizada sob orientação do professor Emerson Franchini, consistiu na análise de diversas fontes bibliográficas, como jornais, relatos e até escritos do próprio Kotani. A principal fonte desses documentos foi a Hemeroteca Digital da Biblioteca Nacional e o acervo digital do International Research Center for Japanese Studies.

Kotani foi aluno de Jigoro Kano, criador do judô, cuja ideia era unificar os conhecimentos das antigas escolas de jiu-jitsu em um sistema que pudesse atender às demandas de sua época. Para isso fundou seu próprio dojo, o Kodokan. Neste começo, Kano e seus alunos, entre eles Kotani, viajaram pelo mundo para difundir a luta.

Na primeira visita de Kotani ao Brasil, em 1939, o judô ainda estava no seu início. Embora a comunidade japonesa tenha fundado a Federação de Judô e Kendô do Brasil (Hakkoku Jukendo Renmei) em 1933, conhecida como “Jukendo”, poucos brasileiros participavam de seus campeonatos. A maioria de seus membros fazia parte da colônia japonesa. Além disso, grande parte dos praticantes brasileiros naquela época ainda conhecia o judô por jiu-jitsu, erro compreensível tendo em vista a origem do esporte.

A primeira visita de Kotani e Sato ao Brasil - Foto: Gazeta de Notícias: 30 de julho de 1939/Acervo Fundação Biblioteca Nacional do Brasil


Helio Gracie lutando com Sumiyuki Kotani - Foto: Gazeta de Notícias: 1º de agosto de 1939/Acervo Fundação Biblioteca Nacional do Brasil

Aproximação

A partir dessa visita, Kotani assumiu um papel fundamental de aproximar o Kodokan à colônia japonesa, e ao judô do Brasil e seus praticantes. As informações transmitidas pelo judoca influenciaram até mesmo um grupo de pesquisadores da USP que, em 1940, realizou uma viagem de campo ao Japão. Buscando compreender melhor a cultura do país nipônico, esse grupo visitou o Kodokan para entender como o judô era praticado em seu país de origem. Um dos membros da comitiva, Mario Botelho de Miranda, permaneceu no Japão e tornou-se membro do Kodokan.

Após a Segunda Guerra Mundial, Kotani teve uma influência importante na reconexão da Confederação Brasileira de Pugilismo e o Kodokan. Ele também intermediou a realização do Mundial de Judô Masculino no Brasil em 1965. Segundo os autores do estudo, a pesquisa demonstrou que Kotani era visto no país como um herdeiro legítimo do legado de Jigoro Kano. Assim, assumiu “o papel de autoridade carismática e tradicional no Brasil”, impactando o alinhamento do judô no país aos ideais do Kodokan.

O estudo foi publicado no The International Journal of the History of Sport, sob o título Sumiyuki Kotani, the Kodokan Emissary to Brazil (Sumiyuki Kotani, o emissário do Kodokan no Brasil).

O judô é um dos esportes mais praticados no Brasil. Segundo a Confederação Brasileira de Judô, cerca de 2 milhões de pessoas praticam o esporte no país, número 12 vezes maior que o do Japão, que tem cerca de 160 mil praticantes. Essa popularidade se reflete em resultados nas grandes competições da modalidade. O judô brasileiro já conquistou 22 medalhas olímpicas (4 ouros, 3 pratas e 15 bronzes). Desde os Jogos Olímpicos de Los Angeles, em 1984, o Brasil subiu ao pódio em todas as edições.


Texto: Diogo Silva - Estagiário da Seção de Relações Institucionais e Comunicação da EEFE sob supervisão de Paula Bassi (adaptado para o Jornal da USP)
Arte: Joyce Tenório - Estagiária sob supervisão de Moisés Dorado




 

GUIA BRASIL JUDÔ - CAMPEONATO MUNDIAL ABU DHABI 2024


A Confederação Brasileira de Judô tem o prazer de apresentar o GUIA BRASIL JUDÔ - CAMPEONATO MUNDIAL ABU DHABI 2024


ACESSE AGORA! 


O material reúne informações detalhadas sobre a participação do Brasil na competição que começa neste domingo, 19, e que fechará a corrida olímpica rumo à Paris 2024. 


O guia traz os perfis completos de todos os atletas convocados, programação de lutas com horários e canais de transmissão ao vivo dos seis dias de competição, além do histórico de medalhas do Brasil em Mundiais, curiosidades e recordes.


O GUIA BRASIL JUDÔ é uma publicação original da CBJ que tem como finalidade apoiar a cobertura jornalística dos profissionais de imprensa e também estará disponível para todos os fãs do judô que quiserem saber um pouco mais sobre o Mundial e o time brasileiro. 


BAIXE O GUIA BRASIL JUDÔ - MUNDIAL 2024


Por: Assessoria de Imprensa da CBJ


quarta-feira, 15 de maio de 2024

Lançamento da Edição 48 da Revista "Simplesmente JUDÔ" - Maio de 2024


Com alegria informamos a publicação da edição de maio da revista "Simplesmente JUDÔ", uma publicação 100% digital do boletim OSOTOGARI. A edição número 48,  vem recheada de informações para quem curte a modalidade.

A capa da edição homenageia o judoca Renan Torres, um atleta de destaque que defendeu clubes de São Paulo e fez sua estreia no CR Flamengo em 2024.

As pautas da edição são o Campeonato Pan-Americano e Oceania realizado no Rio de Janeiro, O Grand Slam de Duchambe, o Grand Slam de Astana e o Festival Auto Shopping Global. 

Mais uma vez vamos citar e agradecer ao trabalho incansável da Assessoria de Imprensa da CBJ onde replicamos e nos baseamos para poder editar a revista.

Em resumo, a edição número 48 da "Simplesmente JUDÔ" é uma leitura obrigatória para todos os amantes desse esporte apaixonante. Simples assim!

Clique aqui e leia a edição de maio da revista Simplesmente JUDÔ. 

Por: Boletim OSOTOGARI





Veteranos conquistam 58 medalhas no Sul-Americano de Judô


O Brasil conquistou 58 medalhas no Campeonato Sul-Americano de Veteranos de Judô, que aconteceu em Córdoba, na Argentina, no último fim de semana (11 e 12). O país terminou a competição no topo do quadro geral de medalhas, mostrando mais uma vez a força e hegemonia que tem na América do Sul.

Além do Sul-Americano, o judô brasileiro também participou do Open Argentino de Veteranos e conquistou 4 medalhas. Matheus Bergesch (M1/-81kg) e Thiago Pradella (M3/-100kg) foram ouro, Vanderlei Ribeiro (M4/-100kg) foi prata, enquanto Arnon Silva (M1/-100kg) conquistou a medalha de bronze.


As próximas competições internacionais do time de veteranos serão em setembro, no Campeonato Pan-Americano, em Bogotá, e em novembro, no Campeonato Mundial, em Las Vegas, nos Estados Unidos.


+RESULTADOS BRASILEIROS NO SUL-AMERICANO


Por: Assessoria de Imprensa da CBJ


domingo, 12 de maio de 2024

XI Festival Auto Shopping Global de Judô Reúne 763 judocas em Santo André


Numa parceria entre a ADSA, Gil Sports, Prefeitura de Santo André e Auto Shopping Global, foi realizado neste sábado, 11 de maio, o XI Festival Auto Shopping Global de Judô.

Com a participação de 763 judocas, na faixa de 4 a 14 anos, de 33 escolas e clubes do Grande ABC e Grande São Paulo, o evento, tradicionalmente aconteceu na véspera do dia das mães e foi organizado na praça de eventos do Auto Shopping Global.


Prestigiaram o evento autoridades e empresários da região, Nelson Gomes, Presidente Fundador da Associação dos lojistas (Auto Shopping Global), André Vargas, Administrador geral do Auto Shopping Global, Luiz Zacarias, vice Prefeito de Santo André e postulante ao cargo de prefeito de Santo André, Dr. Marcelo Cherrade, Secretário de Esporte de Santo André, Gilvan, Secretário de Governo de Santo André, José Gildemar, Delegado Reginal DO ABC. Soraia André, judoca olímpica e kôdansha, Bolívar Belchior, Presidente da ADSA, Wanderley Veiga, Diretor financeiro da ADSA, Coordenadores da 9° DR ABC, Cristiano Carrion, Ana Carolina, Fabíola Valente e Cleginaldo Correia. O advogado integrante da equipe de intervenção da FPJ, Marcel Camilo, também esteve presente no evento.


O organizador do evento, o professor Gil, ficou feliz com a realização de mais um festival em parceria com o Auto Shopping Global e se sente muito satisfeito com os benefícios que um evento desse porte pode proporcionar para as crianças que estão iniciando seu caminho no judô.

Todos os participantes receberam um troféu personalizado além de um brinde surpresa. 


O XI Festival Auto Shopping Global de Judô teve a cobertura de mídia do boletim OSOTOGARI.

Clique aqui e confira a documentação fotográfica do evento.

Por: Boletim OSOTOGARI


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Pesquisa personalizada