segunda-feira, 17 de fevereiro de 2020

São Carlos: Alunos da Fábrica de Campeões/SMEC participam de vivência com Tiago Camilo e Sensei Umakakeba


Em 15 de fevereiro, parte da equipe da Fabrica de Campeões/SMEC da cidade de São Carlos participaram da palestra do medalhista Olímpico Tiago Camilo e do ilustre Sensei Uichiro Umakakeba, do Judô de Bastos, que aconteceu no SESC São Carlos. 

Ambos contaram a brilhante trajetória que tiveram dentro do Judô e demonstraram algumas técnicas para cerca de 60 participantes.

Crianças e adultos ficaram maravilhados com as histórias contadas e com as técnicas demonstradas, servindo de grande motivação para crianças e adultos que ali estiveram em busca de mais conhecimento.

O professor Sebá Alexandre, da Secretaria de Esportes e Cultura, acompanhou os alunos no evento e pode reencontrar Tiago Camilo, seu amigo de infância e treino da época que morou no Centro de Treinamento de Judô de Bastos onde também era aluno do Sensei Umakakeba. Foi uma tarde de grandes emoções para todos.

No momento da Palestra, Sensei Umakakeba relatou não entender o motivo que leva Confederação Brasileira de Judô não incluir Tiago Camilo no departamento técnico da entidade, uma vez que Tiago é conhecido mundialmente pela sua imensa qualidade técnica e por ser um dos maiores medalhista, se não o maior, do Judô Brasileiro. Disse que acredita que Tiago teria condições de ajudar muito a Seleção Brasileira de Judô.

Com informações do Jornal do Farol - São Carlos

Por: Boletim OSOTOGARI



domingo, 16 de fevereiro de 2020

Quatro ouros, uma prata e dois bronzes conquistados nos Abertos da Bratislava e de Oberwart


O judô brasileiro teve mais um final de semana de pódios no Circuito Mundial, conquistando sete medalhas nos Abertos Europeus preparatórios para o Grand Slam de Dusseldorf. No total, foram quatro ouros, uma prata e dois bronzes nas disputas deste sábado e domingo, em Oberwart e na Bratislava.  
No sábado, 15, a seleção feminina arrematou cinco pódios no Aberto da Bratislava, na Eslováquia. Destaque para os três ouros conquistados por Ketelyn Nascimento (57kg), Ketleyn Quadros (63kg) e Maria Suelen Altheman (+78kg). Gabriela Chibana (48kg) e Maria Portela (79kg) ficaram em terceiro lugar.  
As duas medalhas da equipe masculina no Aberto de Oberwart, na Áustria, vieram neste domingo, 16, com direito a dobradinha no meio-pesado (100kg). Leonardo Gonçalves e Rafael Buzacarini venceram todos os adversários nas preliminares e se enfrentaram pelo título da competição. Com duas projeções por waza-ari, Léo conseguiu o ippon e o ouro de Oberwart.  
Os Abertos continentais, na hierarquia dos pontos do Ranking Mundial, são as competições que distribuem a menor quantidade de pontos. Mas, no planejamento da seleção, eles funcionam como preparação para etapas mais importantes, como os Grand Slam, que distribuem até mil pontos no Ranking e reúnem os principais atletas do mundo.  
Assim como Sófia e Odivelas serviram de preparação para o Grand Slam de Paris, onde Larissa Pimenta e Beatriz Souza foram bronze, os Abertos de Oberwart e Bratislava serviram como preparação e adaptação ao fuso-horário da equipe que disputará o Grand Slam de Düsseldorf, no próximo final de semana.  
Início de temporada com 18 pódios em seis competições 
Este é o quarto final de semana seguido de competição para a seleção brasileira de judô neste início de temporada 2020. Em menos de dois meses de disputas, a equipe esteve em seis eventos do Circuito Mundial, conquistando medalhas em todas elas. Foram 18 pódios brasileiros, sendo seis ouros, duas pratas e dez bronzes.  
A equipe masculina conquistou nove medalhas (2 ouros, 2 pratas e 5 bronzes), assim como a equipe feminina (4 ouros e 5 bronzes).  
O Grand Slam de Düsseldorf, disputado nos dias 21, 22 e 23, fecha o calendário de competições de fevereiro da equipe nacional e marca a estreia de Mayra Aguiar (78kg) no Circuito em 2020. Ela tentará defender, em Düsseldorf, seu título de 2019.  
Confira abaixo, as medalhas já conquistadas pelo judô brasileiro em 2020: 
Grand Prix de Tel Aviv:  1 prata e 4 bronzes
Aberto de Odivelas: 1 ouro e 1 bronze
Aberto de Sófia: 1 ouro e 1 bronze
Grand Slam de Paris: 2 bronzes
Aberto de Bratislava: 3 ouros e 2 bronzes
Aberto de Oberwart: 1 ouro e 1 prata 
Por; Assessoria de Imprensa da CBJ

Workshop Judô Nas Escolas: Próxima parada em Mato Grosso do Sul


A cidade de Simões Filho, na Bahia, foi a primeira parada do Workshop Judô Nas Escolas, em solo brasileiro, em 2020. Ministrado pelo bicampeão mundial e medalhista olímpico, Hirotaka Okada, o curso visa demonstrar, de forma prática, metodologias de ensino de judô no ambiente escolar, através da capacitação dos professores. Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, será o segundo destino do workshop, neste final de semana. 

Parceria da CBJ com a Embaixada do Japão e o Instituto Kodokan do Brasil, o evento acontecerá nos dias 16 e 17 de fevereiro e contará com a presença de cerca de 140 profissionais de judô, professores e estudantes de Educação Física, no Ginásio de Esportes do Colégio Oswaldo Tognini.

“A realização do workshop em Mato Grosso do Sul oportuniza todos os Estados do Centro-Oeste, onde professores têm acesso a custo baixo pela proximidade das regiões. Vejo também que se trata de uma oportunidade única para os professores aqui de Mato Grosso do Sul, já que o conhecimento vem até eles”, avaliou José Ovídio, presidente da Federação de Judô do Mato Grosso do Sul, sobre a oportunidade de receber o workshop.

O projeto faz parte do intercâmbio Brasil-Japão, um acordo entre as duas nações que busca promover a inclusão do judô nas escolas públicas brasileiras por meio do programa Sport For Tomorrow. Além dos ensinamentos do workshop, o sensei irá observar escolas e dojôs para entender a situação atual da modalidade na região.

“Nós temos inserido o judô em muitas escolas nas mais diversas cidades do estado e queremos aumentar esse atendimento escolar. Somos gratos à CBJ pela visão descentralizadora em ações dessa envergadura”, concluiu o presidente da FJMS.

Depois de Campo Grande, o Workshop seguirá para Brasília, no Distrito Federal, nesta terça-feira, 18. 

Por: Assessoria de Imprensa da CBJ

Rafael "Baby" Silva lidera disputa interna pela vaga em Tóquio


O 5º lugar no Grand Slam de Paris, com seus 360 pontos, colocou o judoca Rafael Silva “Baby” (32) à frente de David Moura no ranking que decidirá o judoca que representará o Brasil na Olimpíadas de Tóquio. Isso na categoria peso-pesado, para atletas acima de 100 quilos. A boa posição conquistada na França, no último final de semana, deixou Rafael com 3998 pontos e em 8º lugar no ranking da Federação Internacional de Judo (IJF em inglês) enquanto Moura figura em 9º, com 3802 pontos.

Já o ranking olímpico provisório traz Rafael classificado para as Olimpíadas com 3483 pontos e David com 3435 – a diferença está apenas em menos de 50 pontos. Se o ranking fosse fechado hoje, Rafael estaria em sua terceira Olimpíadas e em busca de sua terceira medalha olímpica. O caso é que muita água ainda vai rolar em cima dos tatames até dia 30 de maio, quando será anunciada a seleção brasileira convocada para o Japão.

“Estava alguns pontos atrás e consegui reverter, mas ainda tem muita coisa pela frente até o final de maio”, afirmou Rafael à reportagem do JR, em entrevista por um aplicativo. O judoca de Rolândia ressaltou que as próximas competições são os dois Grand Slam, de Dusseldorf, na Alemanha, de 22 a 24 deste mês, e de Yekaterinburg, na Rússia, de 13 a 15 de março. Além deles, há ainda o Grand Slam de Baku, no Azerbaijão, de 08 a 10 de maio, e o Master de Doha, no Qatar, de 28 a 30 de maio. Para se ter uma ideia, o Grand Slam dá 1 mil pontos para o campeão, 700 para o vice, 500 para o 3º colocado e 360 para o 5º. Já o Master distribui 1.800 pontos ao 1º colocado, 1.200 ao segundo, 900 ao terceiro, 648 ao 5º, 468 ao 7º lugar. Como pode se ver, há muitos pontos em jogo e a vaga para as Olimpíadas ainda está em aberto.

Rafael também revelou que ficaria até a quinta-feira (13) na França e que vai para a Áustria, onde se prepara para o Slam de Dusseldorf. “Essas duas próximas competições serão importantes para sentir os adversários e os principais confrontos”, resumiu Baby, chamado de Homem-Montanha dentro do circuito do judô.

Em Paris, Rafael venceu a sua chave depois de passar pelo francês Sanal, na 2ª rodada, por Kokauri (do Azerbaijão) na 3ª e pelo mongol Ulziibayar na decisão da chave. Depois, enfrentou e perdeu para o japonês Kageura (que derrubou Teddy Riner, a lenda francesa). Na decisão do terceiro lugar, Rafael foi derrotado pelo cubano Andy Granda. Na final, Henk Grol, dos Países Baixos, venceu Kageura.

Por: Jornal de Rolândia

sábado, 15 de fevereiro de 2020

Após três anos fora das competições, tocantinense conquista título na Copa Bahia Open de Judô 2020


O gigante acordou, o gigante voltou. Com três ippons, Fred Guerra é campeão da Copa Bahia Open de Judô 2020. Evento foi realizado neste sábado, 15 de fevereiro, no ginásio do Sesi de Simões Filho.

Foram três vitórias por ippon, contra os representantes de Santa Catarina, Bahia e Pernambuco, na classe Veteranos M4 meio-leve, até 66kg.

"Não poderia ter sido um retorno melhor. Sei que tinha muita gente torcendo para que desse tudo certo, quero dizer que senti mesmo a energia aqui comigo, valeu demais!!!", disse Guerra.

Com isso o atleta tocantinense pontua forte na primeira competição do ano oficial para o Ranking Nacional Master e foca agora na Copa São Paulo, dias 21 e 22 de março, em São Bernardo do Campo, região do Grande ABC de São Paulo.

Por: Boletim OSOTOGARI

Siga o boletim OSOTOGARI no Instagram




ICI conquista título geral dos veteranos na Copa Bahia Open de Judô 2020


A Copa Bahia Open de Judô 2020 foi realizada neste sábado, 15 de fevereiro, no Ginásio do SESI de Simões Filho! 

A competição contou com atletas de 20 estados brasileiros.

Estiveram presentes na cerimônia de abertura o presidente da Federação Baiana de Judô (Febaju), Marcelo Ornelas, os representantes da Confederação Brasileira de Judô (CBJ), Matheus Teotônio e Tiara Bertoni, os representantes do workshop internacional “Judô nas Escolas”, Hirotaka Okada, Kimura,Tagawa; os vice-presidentes da Febaju, Edmerson Simplício, Vlademir Matos e Francisco Neto, o representante da Comissão Nacional de Graduação, Aloísio Short, o representante da Comissão Estadual de Graduação, Marcelo França, representando os diretores da entidade baiana, Fernando Soares, representante Nacional da Classe Veteranos, Cristian Cezário e o presidente da Federação Amazonense de Judô, Davi Lima.

Representantes de São Paulo, a equipe do Instituto Camaradas Incansáveis (ICI) com doze atletas participantes,  conquistou inúmeras medalhas em todas as categorias em disputa e o título de campeã geral da competição.

"Cumprimos a nossa obrigação. Nada mais. E vamos para a próxima com garra absurda", disse o Presidente do ICI, nitidamente emocionado, Rodrigo Motta.

Por: Boletim OSOTOGARI

Siga o boletim OSOTOGARI no Instagram





Franceses e japoneses realizam intercâmbio técnico no Brasil


A Confederação Brasileira de Judô realiza constantemente intercâmbios técnicos para fortalecer os laços com outras federações, através da troca de conhecimentos e técnicas de judô. Nesta quinta-feira (13), o presidente da CBJ, Silvio Acácio Borges, recebeu o sensei Hirotaka Okada, no Rio de Janeiro, em mais uma passagem do japonês pelo Brasil para ministrar o Workshop de Judô nas Escolas. Em seguida, Silvio deu as boas vindas à delegação de técnicos franceses que procuraram o Brasil para aprimorar técnicas de ne-waza, no Centro de Treinamento Time Brasil, na Barra da Tijuca.
"Estamos muito honrados em poder receber no Brasil representantes de duas das escolas de judô mais tradicionais do mundo. Japão e França são referência em todos os sentidos. É uma oportunidade única de troca de conhecimento e experiências que deixarão um legado muito positivo para o Judô brasileiro", considera Silvio Acácio Borges. 
Instrutor da Universidade de Tsukuba e referência em Educação Física no Japão, o professor Okada chegou ao Brasil para ministrar uma série de workshops acerca da introdução do ensino do judô nas escolas públicas brasileiras. A iniciativa faz parte de uma parceria da CBJ com a Embaixada do Japão e o Instituto Kodokan do Brasil.
Na última segunda-feira (10), autoridades do Brasil e Japão assinaram um memorando para promover a inclusão do judô no ensino público do país. O projeto busca o intercâmbio técnico-cultural entre os dois países. Entre as ações previstas estão a capacitação de professores brasileiros para a implementação da prática do judô no ambiente escolar.
Já em cooperação com a Federação Francesa de Judô, o presidente da CBJ deu as boas-vindas à delegação de 28 treinadores de clubes fanceses liderada pela diretora técnica nacional do Departamento de Ensino e Formação da FFJ, Martine Dupond, eleita quatro vezes melhor treinadora da Europa. 
O grupo de treinadores do judô francês realizará, no Rio de Janeiro, uma semana de treinos de ne-waza com Moacir Mendes Jr., Marcos Barbosa e Leandro Guilheiro. Eles vão ao Japão anualmente para fazer o mesmo treinamento e, em 2020, escolheram o Brasil, pela primeira vez, para realizar a atividade de capacitação. 
Por: Assessoria de Imprensa da CBJ
Siga o boletim OSOTOGARI no Instagram

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2020

Suzano: Vítima de especulação imobiliária, Judô Terazaki poderá perder a sua sede histórica


Uma das primeiras academias de Judô da América Latina e a número 001 no registro da Federação Paulista de Judô, a Academia Terazaki, ou Clube Recreativo de Suzano Judô Terazaki, da cidade de Suzano, está correndo sério risco de desaparecer. 

O prédio septuagenário, erguido especialmente para ministrar aulas de judô, está registrado em uma zona especial de preservação cultural (ZEPEC), porém sua localização no bairro Urupês, que está em crescente urbanização e com inúmeros empreendimentos imobiliários, torna-o visado para novos empreendimentos.  

Prédio é uma réplica do antigo Instituto Kodokan do Japão

O prédio é réplica do primeiro templo de judô do Japão, o Kodokan, e começou a ser construída no ano de 1937 por Tokuzo Terazaki, ou mestre Terazaki, como era conhecido pelos seus discípulos, que idealizava difundir os ensinamentos do judô. A conclusão foi em 1952 e na construção contou com o apoio de muitas pessoas ligadas à colônia e até do Japão. 

Campanha para arrecadação de assinaturas

Inicialmente criada para os judocas e moradores de Suzano, a petição colhendo assinaturas para apresentar à iniciativa pública e privada, no intuito de não deixar que a história do judô seja apagada dessa forma, ultrapassou os limites da cidade e agora toda a comunidade do judô e pessoas que simpatizam com a modalidade estão se mobilizando para que a campanha recolha mais e mais assinaturas.

Como colaborar

A forma de colaborar com essa petição é bem simples e não custa nenhum centavo. Basta clicar aqui e depois clicar em "Assinar Petição".

Assine a petição e compartilhe essa matéria para que mais e mais judocas possam ajudar a manter a história viva do prédio da Academia Terazaki.

Precisamos nos unir para que a história do judô não seja apagada da realidade e se transforme apenas em histórias contadas em livros.




Por: Boletim OSOTOGARI


Bahia: Febaju comemora oportunidade de receber o Workshop "Judô Nas Escolas"


A Bahia será a primeira parada do sensei Hirotaka Okada em mais uma etapa de workshops de promoção do Judô nas Escolas, no Brasil. Nesta sexta, 14, Simões Filho receberá o bicampeão mundial e medalhista olímpico japonês, que ministrará um curso para cerca de 300 profissionais de judô, professores e estudantes de Educação Física.
O evento, que acontecerá no SESI Simões Filho, faz parte do projeto “Judô Nas Escolas”, fruto de uma parceria entre a Confederação Brasileira de Judô, o Instituto Kodokan do Brasil e a Embaixada do Japão no Brasil. Instrutor da Universidade de Tsukuba e referência em Educação Física no Japão, o sensei Okada irá abordar os princípios e valores básicos do judô e demonstrar, de forma prática, sua metodologia de ensino de judô nas escolas.
“Para a Febaju, será uma grande honra receber o workshop judô nas escolas, por se tratar de um tema tão importante para os professores do nosso estado que, em sua maioria, têm uma relação muito próxima com o judô escolar”, comemorou Marcelo Ornelas, presidente da Febaju, sobre a oportunidade de receber o professor japonês.
O objetivo dos workshops é avançar com o ensino do judô no ambiente escolar brasileiro, em especial nos colégios públicos. Além das demonstrações práticas, o professor irá visitar as escolas e dojôs da região visando analisar a realidade do judô nesses espaços públicos.
“O judô é uma modalidade bem aceita nas escolas públicas e privadas, pelos valores transmitidos na formação das crianças e adolescentes. Assim, aguardamos sensei Okada de braços abertos e com a certeza que nossos professores terão uma excelente oportunidade de se qualificarem. Parabenizo a CBJ por mais uma ação em prol da nossa modalidade”, complementou o presidente baiano.
Por: Assessoria de Imprensa da CBJ

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2020

Judô brasileiro finaliza treinos na França antes dos Abertos Europeus de Oberwart e Bratislava



Após as medalhas de bronze de Larissa Pimenta (52kg) e Beatriz Souza (+78kg), a Seleção Brasileira de Judô seguiu em solo francês, desta vez para realizar atividades pós-competição. Os treinamentos de campo reuniram cerca de 700 judocas no Instituto Nacional de Judô, em Paris, de 10 a 12 de fevereiro, e serviram como preparação para os Abertos Europeus que o Brasil irá disputar, em Bratislava (Eslováquia) e Oberwart (Alemanha), nos dias 15 e 16 deste mês.

O aberto eslovaco marca a estreia de Mayra Aguiar (78kg) no primeiro torneio oficial do Circuito Mundial em 2020. Além disso, contará com as principais atletas do país, que em seguida disputarão o Grand Slam de Düsseldorf, na Alemanha, assim como os homens, que estarão em Oberwart antes do Grand Slam.

Randoris com a elite do judô mundial
Bronze em Paris, Beatriz Souza aproveitou ao máximo as atividades que a seleção feminina realizou no instituto. Para a judoca, foi a oportunidade de adquirir mais experiência para o ano.

“É um dos treinamentos mais fortes que temos no ano, então tentei aproveitar o máximo possível dele, absorver tudo e sair exausta. Agora é o momento de aprender porque vai fazer diferença lá na frente”, disse Beatriz.

Para a coordenadora da seleção feminina, Rosicleia Campos, o treinamento em Paris serviu para ajustar os pontos necessários, além de ter a oportunidade de fazer um randori com os mais fortes atletas da modalidade.

“Finalizamos o treinamento de Paris, sem dúvidas, um dos mais importantes do Circuito Mundial. É uma forma de colocar a mão no judogi dos atletas mais importantes do mundo, além de nós. O legal dessas atividades é isso: treinar possibilidades e ter a chance de refazer os detalhes nos treinos seguintes”, concluiu Rosi. 

Os Abertos Europeus de Bratislava e Oberwart distribuem até 100 pontos (campeão) no Ranking Mundial da Federação Internacional de Judô. Os sorteios das chaves dos campeonatos acontecem na sexta-feira, 14.

Confira abaixo a lista dos atletas convocados para os Abertos Europeus:

FEMININO
Gabriela Chibana (48kg / Esporte Clube Pinheiros / FPJudo)
Nathalia Brígida (48kg / Sogipa / FGJ)
Eleudis Valentim (52kg / Instituto Reação / FJERJ)
Sarah Menezes (52kg / C.R.Flamengo / FJERJ)
Ketelyn Nascimento (57kg / Esporte Clube Pinheiros / FPJudo)
Alexia Castilhos (63kg / Sogipa / FGJ)
Ketleyn Quadros (63kg / Sogipa / FGJ)
Ellen Santana (70kg / Esporte Clube Pinheiros / FPJudo)
Maria Portela (70kg / Sogipa / FGJ)
Mayra Aguiar (78kg / Sogipa / FGJ)
Beatriz Souza (+78kg / Esporte Clube Pinheiros / FPJudo)
Maria Suelen Altheman (+78kg / Esporte Clube Pinheiros / FPJudo)

MASCULINO
Eric Takabatake (60kg / Esporte Clube Pinheiros / FPJudo)
Felipe Kitadai (60kg / Sogipa / FGJ)
Daniel Cargnin (66kg / Sogipa / FGJ)
Charles Chibana (73kg / Esporte Clube Pinheiros / FPJudo)
Eduardo Barbosa (73kg / Paineiras do Morumby / FPJudo)
Eduardo Yudy (81kg / Esporte Clube Pinheiros / FPJudo)
Victor Penalber (81kg / Instituto Reação / FJERJ)
Rafael Macedo (90kg / Sogipa / FGJ)
Leonardo Gonçalves (100kg / Sogipa / FGJ)
Rafael Buzacarini (100kg / Paineiras do Morumby / FPJudo)
Rafael Silva (+100kg / Esporte Clube Pinheiros / FPJudo)
David Moura (+100kg / Instituto Reação / FJERJ) *

* Convocado para o Grand Slam de Düsseldorf

Foto: Di Feliciantonio Emanuele / IJF.org
Por: Assessoria de Imprensa da CBJ


Após três anos fora dos circuitos de competição, tocantinense Fred Guerra está de volta!



Foram três anos dedicados ao trabalho e afastado das competições, mas a vontade de competir falou mais alto e o judoca Fred Guerra encara o retorno aos tatames neste dia 14/02, em Salvador, na Copa Bahia Open de Judô.

“Tive que me concentrar em alguns desafios profissionais e familiares e acabei me afastando das competições, mas pelo menos me mantive treinando nesse período. O que sei é que o ‘vírus’ da competição nunca me abandonou”, conta Guerra, que este ano completa 20 anos defendendo a bandeira do Tocantins.

O atleta vê a Copa Bahia como um primeiro estágio do processo de voltar a sua melhor forma competitiva. “Pelo menos o peso, que é o primeiro grande adversário quando se dá um tempo nas competições, está sob controle”, contou o atleta do Judô Guerra. “Pelo menos nessa primeira etapa, o objetivo vai ser reprogramar a mente, para ao longo do ano estar lutando de igual para igual com meus principais adversários”. Contou Guerra, destacando a dificuldade dessa categoria, que tem três campeões mundiais e um vice...”.

A Copa Bahia já conta com mais de 1.000 pré-inscritos de todos os cantos do Brasil.

Perfil:
- Nome: Frederico Guerra
- Categoria: M4 (45 a 49 anos)
- Peso Meio-Leve (até 66kg)
- Graduação: Faixa Preta 3º dan de Judô e Faixa Preta de Jiu-jitsu.
- Diferenciais: Experiência competitiva e técnicas de luta de solo.
- Principais títulos: Campeão Sulamericano 2009, Campeão Panamericano 2007, Bronze Mundial 2009 e 2010, Campeão Mundial por Equipes 2009.

(Ascom ADG)

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2020

Valinhos: Judocas countrystas recebem o “Projeto Faixa Preta”


Andrés, Paulo, Professor Gabriel e Ricardo com a pasta arquivo do “Projeto Faixa Preta”.

Cinco judocas faixas verdes do Country Club Valinhos entram em 2020 para o “Projeto Faixa Preta”. Esse programa visa preparar os judocas desta graduação para realizar o exame de faixa preta, que ocorrerá daqui alguns anos.

“Nossa intenção é começar a preparar os judocas com tempo hábil, não deixando toda a preparação para a última hora, o que dificultaria, e muito, a realização do exame na Federação Paulista de Judô ”, disse o professor titular Gabriel Galvão Monteiro.

Os judocas Andrés Watanabe Cabo, Paulo Roberto Scaranello, Ricardo Carvalho Santalena, Ivan Luis Gongora e Guilherme Andrade Vaz de Lima, os cinco faixas verdes countrystas terão nos próximos anos o desafio de incentivar um ao outro para que trilhem juntos esse caminho e cumpram essa importante missão em suas vidas esportivas.

Para isso, receberam uma pasta contendo o descritivo do projeto, os cursos necessários, o calendário de eventos e cursos, as instruções detalhadas de como proceder em cada cor de faixa até a faixa marrom, além de uma cópia individual do cadastro nacional na Plataforma Zempô, obrigatório para o controle das carências e que é exigido pela CBJ a partir da faixa verde.

Essa pasta servirá de arquivo do histórico que eles precisarão ter e tudo o que for relacionado com o “Projeto Faixa Preta”.

“Desejamos a todos muito sucesso nessa caminhada e nos colocamos à disposição para tudo o que precisarem para conquistarem seus objetivos no judô. Temos certeza que esses cinco judocas conquistarão suas faixas pretas e servirão de espelho para os demais judocas countrystas que estão trilhando pelo mesmo caminho”, disse o professor Everton Monteiro.

O “Projeto Faixa Preta” é um programa de treinamento, instruções e ações para todo o judoca countrysta que conquistar a faixa verde e o acompanhará nas faixas roxa e marrom, visando sua preparação para o exame para a faixa preta.

Por: boletim OSOTOGARI



Organização do Troféu Yokichi Kimura divulgou as medalhas da competição


O Judô Clube Mogi das Cruzes juntamente com a Kimonos Budokan realizarão no dia 08 de março de 2020, no Ginásio de Esportes de Mogi das Cruzes, na cidade de Mogi das Cruzes, o TORNEIO DE ANIVERSÁRIO 48 ANOS DO JUDO CLUBE MOGI DAS CRUZES.

Por esse motivo a família Kimura convida todas as agremiações para participar desta festa do judô da 10ª Delegacia Regional Central, da F.P.Judô e divulga também as medalhas da competição.

Disputas
A categoria Masculina será disputada nas classes Sub 9 a Veteranos acima de 30 anos e a categoria Feminina de Sub 9 ao Adulto (as classes sub 21 e Sênior serão juntadas numa classe só - Adulto). 

Tradição e Pré-temporada
Além da tradição, um evento que tem sido usado pelos clubes e academias como pré-temporada para a Copa São Paulo de Judô. Um evento de alto nível técnico, bastante prestigiado, que recebe atletas de várias regiões do estado e também de outros estados.

Inscrições
As inscrições deverão ser enviadas ao e-mail: judoclubemogi@gmail.com

Cobertura de Mídia
Evento com a cobertura de mídia do boletim OSOTOGARI!

Save The Date:
Torneio de Aniversário 48 anos do Judô Clube Mogi das Cruzes
Data: 08 de março, domingo
Local: Ginásio municipal de esportes “Professor Hugo Ramos”
Rua professor Ismael Alves dos Santos, 560, Mogilar, Mogi das Cruzes.
Abertura: 08h30

Por: Boletim OSOTOGARI







terça-feira, 11 de fevereiro de 2020

Seleção Brasileira de Judô disputa os Abertos Europeus da Bratislava e de Oberwart


Após as boas campanhas em Tel Aviv, Odivelas, Sófia e Paris, o judô brasileiro segue na estrada e desembarca na Eslováquia e na Áustria, no próximo final de semana, para a disputa dos Abertos Europeus. A seleção feminina luta em Bratislava, enquanto os homens encaram o torneio de Oberwart. Os confrontos acontecem nos dias 15 e 16 de fevereiro, e valem até 100 pontos (campeão) no Ranking Mundial da Federação Internacional de Judô.
Serão 23 atletas em busca do pódio neste final de semana, sendo 12 mulheres e 11 homens. Para a disputa do Aberto da Bratislava, a delegação feminina será formada por: Gabriela Chibana (48kg), Nathalia Brígida (48kg), Eleudis Valentim (52kg), Sarah Menezes (52kg), Ketelyn Nascimento (57kg), Alexia Castilhos (63kg), Ketleyn Quadros (63kg), Ellen Santana (70kg), Maria Portela (70kg), Mayra Aguiar (78kg), Beatriz Souza (+78kg) e Maria Suelen Altheman (+78kg).
A seleção masculina que irá competir o Aberto de Oberwart será composta por: Eric Takabatake (60kg), Felipe Kitadai (60kg), Daniel Cargnin (66kg), Charles Chibana (73kg), Eduardo Barbosa (73kg), Eduardo Yudy (81kg), Victor Penalber (81kg), Rafael Macedo (90kg), Leonardo Gonçalves (100kg), Rafael Buzacarini (100kg) e Rafael Silva (+100kg).
Aquecimento para Düsseldorf
Passadas as disputas dos Abertos Europeus, as delegações brasileiras se concentram na Áustria para a realização do treinamento de campo antes de viajar para a Alemanha, no dia 19 de fevereiro. David Moura (+100kg) se junta aos judocas brasileiros para a disputa do Grand Slam de Düsseldorf.
A competição alemã será de 21 a 23 de fevereiro, distribuindo até 1000 pontos (campeão) no Ranking Mundial da FIJ que podem ser determinantes na corrida por uma vaga nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.
Até o momento, o judô brasileiro já disputou quatro competições - Grand Prix de Tel Aviv, Aberto de Odivelas, Aberto de Sófia e Grand Slam de Paris - e foi ao pódio em todas as vezes. Foram 11 medalhas conquistadas, sendo cinco em Tel Aviv, duas em Odivelas, duas em Sófia e duas em Paris. 
Confira abaixo a lista dos atletas convocados para os Abertos Europeus:
FEMININO
Gabriela Chibana (48kg / Esporte Clube Pinheiros / FPJudo)
Nathalia Brígida (48kg / Sogipa / FGJ)
Eleudis Valentim (52kg / Instituto Reação / FJERJ)
Sarah Menezes (52kg / C.R.Flamengo / FJERJ)
Ketelyn Nascimento (57kg / Esporte Clube Pinheiros / FPJudo)
Alexia Castilhos (63kg / Sogipa / FGJ)
Ketleyn Quadros (63kg / Sogipa / FGJ)
Ellen Santana (70kg / Esporte Clube Pinheiros / FPJudo)
Maria Portela (70kg / Sogipa / FGJ)
Mayra Aguiar (78kg / Sogipa / FGJ)
Beatriz Souza (+78kg / Esporte Clube Pinheiros / FPJudo)
Maria Suelen Altheman (+78kg / Esporte Clube Pinheiros / FPJudo)
MASCULINO
Eric Takabatake (60kg / Esporte Clube Pinheiros / FPJudo)
Felipe Kitadai (60kg / Sogipa / FGJ)
Daniel Cargnin (66kg / Sogipa / FGJ)
Charles Chibana (73kg / Esporte Clube Pinheiros / FPJudo)
Eduardo Barbosa (73kg / Paineiras do Morumby / FPJudo)
Eduardo Yudy (81kg / Esporte Clube Pinheiros / FPJudo)
Victor Penalber (81kg / Instituto Reação / FJERJ)
Rafael Macedo (90kg / Sogipa / FGJ)
Leonardo Gonçalves (100kg / Sogipa / FGJ)
Rafael Buzacarini (100kg / Paineiras do Morumby / FPJudo)
Rafael Silva (+100kg / Esporte Clube Pinheiros / FPJudo)
David Moura (+100kg / Instituto Reação / FJERJ) *
* Convocado para o Grand Slam de Düsseldorf

Por: Assessoria de Imprensa da CBJ

Publicidade: Promoção Kimonos Banzai para Projetos


A Banzai Kimonos está oferecendo uma promoção imperdível para professores que cuidam de projetos de leis de incentivo e projetos sociais. 

Ao adquirir os kimonos reforçados, com qualidade padrão Banzai Kimonos, ganha de brinde o logotipo do projeto.

Entre em contato e encomende! (11) 94760 1015

Por: Assessoria de Marketing da Banzai Kimonos

27º Torneio Estímulo abre temporada de competições da 15ª Delegacia Regional


Abrindo a temporada 2020 de competições da 15ª Delegacia Regional Grande Campinas, ser realizado nos dias 07 e 08 de março, no ginásio da Associação dos Funcionários da Robert Bosch, em Campinas, o 27º Torneio Estímulo de Judô.

No sábado, 07 de março, competem as classes Biriba, Sub 09, Sub 11 e Sub 13.

No domingo, 08 de março, competem as classes Sub 15, Sub 18, Sub 21 e Sênior.

Em todas as classes haverá repescagem de lutas.

A competição dará o "start" inicial do ranking 2020 da 15ª Delegacia, cuja premiação dos melhores do anos será realizada em uma cerimônia de gala no início de 2021.

Serviço:
27º Torneio Estímulo de Judô
Data: 07 e 08 de março
Local: Ginásio da A.F.R. Bosch, Av. Anhanguera Km 98, Campinas
(Valendo pontos para o ranking da 15ª DR)

Por: boletim OSOTOGARI



Brasil e Japão assinam memorando para estimular judô nas escolas


Os governos de Brasil e Japão assinaram, na tarde desta segunda-feira (10), dois memorandos para intensificar o intercâmbio esportivo entre os dois países. Parte do acordo diz respeito à inclusão do judô no currículo escolar do Brasil. Além disso, Brasil e Japão querem estimular a cooperação bilateral nas áreas de medidas antidoping, medicina esportiva e o engajamento de idosos e pessoas com deficiência no esporte.

Os documentos não trazem ações concretas, mas reforçam laços já estabelecidos entre os dois países e firmam intenções de aumentar, em breve, a parceria nesses campos. A visita de judocas brasileiros ao Japão e a vinda de mestres japoneses ao Brasil, para troca de experiências e difusão do esporte nas escolas brasileiras, já ocorre. Agora, ambos os países querem intensificar a prática.

“Trabalharemos para expandir a prática do judô entre as crianças em idade escolar. Acreditamos que o esporte é a melhor ferramenta de transformação da vida humana. Ele forma cidadãos e transforma realidades”, disse Décio Brasil, secretário Especial do Esporte, do Ministério da Cidadania.

O embaixador do Japão no Brasil, Akira Yamada, destacou o caráter educativo do judô. “Entre os muitos esportes, judô é muito importante para a nossa cooperação. Porque muitos judocas japoneses vieram ao Brasil ensinar judô aos brasileiros. E agora, o Brasil é um país forte no judô. O governo japonês está cooperando para que o governo brasileiro introduza o judô no currículo das escolas públicas porque através do judô podemos aprender disciplina, respeito. Tem um valor muito educativo”.

Por: Isto É Dinheiro


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Pesquisa personalizada