Mostrando postagens com marcador notícias do judô. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador notícias do judô. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 14 de junho de 2024

Atleta de Corumbá é destaque no Judô dos Jogos Escolares da Juventude de MS


Com emocionantes disputas no fim de semana, o primeiro bloco de modalidades dos Jogos Escolares da Juventude de Mato Grosso do Sul, etapa de 12 a 14 anos, chegou ao fim no domingo (09), em Campo Grande. Foram definidos os campeões no atletismo, badminton, ciclismo, judô, taekwondo, tênis de mesa, vôlei de praia e wrestling (luta olímpica).
A competição é promovida pelo Governo de Mato Grosso do Sul, por meio da Setesc (Secretaria de Estado de Turismo, Esporte e Cultura) e Fundesporte (Fundação de Desporto e Lazer).

“Encerrar esse primeiro bloco, com tanta adesão dos atletas e grandes disputas, é muito importante para os Jogos Escolares, que vêm mostrando um avanço no que diz respeito à qualidade das disputas”, destaca o diretor-presidente da Fundesporte, Paulo Ricardo Nuñez.

Um dos destaques foi Camilly Ribeiro, de 13 anos. A atleta de Corumbá começou a dar seus primeiros passos em direção ao judô com três anos e relata que a paixão pelo esporte foi influência de seu pai, que também é seu técnico.

“Meu pai é sensei e sempre foi atleta de judô e eu também acabei me apaixonando pelo esporte. Eu estou muito feliz, não sei como explicar. Eu não sei o que faria se meu pai não estivesse lá. É o meu segundo ano nos Jogos Escolares, no ano passado eu fiquei em terceiro lugar”, frisou a judoca.

Luiz Paulo Ribeiro, de 37 anos, ressalta que por ser pai e treinador, a emoção é maior e que nas disputas da filha, ele fica muito nervoso. “Eu sou atleta de judô desde os meus 10 anos de idade, consequentemente me formei em Educação Física, passei no concurso de Corumbá e voltei pra minha cidade natal onde eu comecei o trabalho com essas crianças”, contou.

Outro destaque foi Kemilly Iara de Almeida Costa, de 13 anos. A atleta é natural de Costa Rica e terminou em primeiro lugar do pentatlo do atletismo, uma somatória de cinco provas: 80 metros com barreiras, salto em altura, arremesso do peso, 600 metros e salto em distância.
A atleta pratica atletismo há um ano. Em 2023, garantiu a segunda colocação nos Jogos Escolares. “Com a competição eu pude saber do meu potencial, esse talento que eu tenho pra correr. E esse ano eu fui com o intuito de ganhar o primeiro lugar. Eu fiz essa promessa pra mim mesma, com muito esforço, eu consegui ficar em primeiro lugar. Agora treinar bastante, me esforçar para poder representar o estado no brasileiro”, relatou Kemilly.

A estudante-atleta também falou sobre as novas amizades conquistadas nos Escolares. “Eu fiz algumas amizades com o pessoal de Nova Andradina, Corumbá, Ponta Porã, Campo Grande. Conheci pessoas com muitos talentos, apesar de elas não terem ganhado, eu acho que elas competem muito bem, esse ano foi muito forte, foi difícil ganhar, né, mas ainda bem que eu consegui”.

O segundo bloco de competições do Jogos Escolares da Juventude de Mato Grosso do Sul tem início nesta terça-feira (11).


quarta-feira, 12 de junho de 2024

Em Teresina, Sarah Menezes marca presença em evento de judô com a família


A técnica da seleção brasileira feminina de judô e piauiense Sarah Menezes esteve presente em evento da modalidade que aconteceu no ginásio que leva seu nome nos últimos dias. Além de Sarah, a pequena Nina e o marido, o judoca francês Loïc Pietri também acompanharam de perto o evento na capital Teresina.

“Por aqui é a primeira vez. A Nina (filha de Sarah) está começando a entender esporte, ela gosta, mas ainda não coloquei, mas ela já está tendo a vivência”, disse Sarah Menezes. 

Essa foi a primeira vez que Sarah Menezes esteve com a filha em um evento da modalidade aqui no estado e ela fez questão de frisar a importância e a felicidade de ver o judô seguir evoluindo por aqui. 

“É muito bom e muito importante que o judô esteja sendo visto. Aqui temos centenas de alunos e não somente de escolas públicas, mas também das escolas particulares e isso muito bom porque o judô além de ajudar na disciplina, que geralmente os pais gostam do judô por isso também, ele ajuda muito na socialização das crianças”, pontuou Sarah.

Sarah Menezes está no comando da seleção de judô desde dezembro de 2021 e irá comandar as atletas nos Jogos Olímpicos de Paris-24.

 “O pensamento é sempre positivo. A equipe é muito forte, mas sabemos que vai depender muito delas no dia do evento. Como vai está a cabeça, como irão acordar, mas todas tem muito talento sem dúvidas”, pontuou a técnica da seleção feminina. 


segunda-feira, 10 de junho de 2024

POD IPPON #003 - Acesse o link!


O POD IPPON hoje vai ter um bate papo interessante e revelador. Sensei Sumio Tsujimoto vai contar sobre sua vida dentro da modalidades e de experiências que viveu, boas e outras nem tanto, com o judô. Uma oportunidade singular de conhecer a história de Sumio Tsujimoto, contado por ele mesmo. 

Conheça sua história no POD IPPON Episódio #003!

Link para o canal ao vivo:


Nosso novo canal de informação e entretenimento, vem somar forças com o Boletim OSOTOGARI e a revista Simplesmente JUDÔ!

Por: Boletim OSOTOGARI


Nesta segunda, 10/06, o POD IPPON será com o professor Sumio Tsujimoto


Nesta segunda-feira, 10 de junho, a partir das 20h, apresentaremos o terceiro episódio do POD IPPON, o podcast do boletim OSOTOGARI. Temos a honra de receber como convidado 0 professor Kôdansha Sumio Tsujimoto!

Neste episódio, professor Sumio compartilhará sua trajetória no judô. Com uma história rica na modalidade, com destaques na carreira competitiva e um espaço reservado nessa conversa sobre a sua visão sobre os conceitos filosóficos e espirituais no judô, onde foi coautor de três livros sobre o assunto e uma das pautas dessa conversa.  E,  com o anúncio oficial de sua candidatura à Presidência da Federação Paulista de Judô, teremos uma conversa boa sobre política e sua experiência anterior com esse tema.

Não perca este encontro imperdível! Marque na sua agenda: hoje, às 20h, no canal do boletim OSOTOGARI no YouTube!

📅 Data: Segunda-feira, 10 de junho  
🕘 Horário: 20h  

Aproveite e se inscreva no canal, ative o sininho para receber notificações de novos vídeos e podcasts!

Esperamos por você!

Por: boletim OSOTOGARI







sábado, 8 de junho de 2024

Paraná: Judoca de Guarapuava é contratado pelo Sesi em São Paulo


O judô de Guarapuava exporta um talento para um dos maiores clubes do País. O adolescente Zezão, como é conhecido José Gustavo Almeida de 15 anos, embarcou nesta terça (4) com destino ao Sesi, em São Paulo.

Além de uma remuneração mensal, ele terá treinos intensivos, acompanhamento médico, nutricional, físico, psicológico. E o que é o mais importante: Zezão será preparado durante dois anos para compor a equipe de base da seleção brasileira.

De acordo com o sensei Lucas Lucas Zevirikoski, Zézão sempre se destacou pela força de vontade, garra e força nos treinos. Um “monstro no esporte”. Conforme disse o sensei, mesmo com pouco tempo de treino se mostrou um aluno diferenciado pelo sorriso e pela enorme raça. “Queria sempre mais, queria lutar mais vezes, queria lutar com os mais fortes. E isso o tornou um grande atleta”.

Desde do início da trajetória competitiva em 2022 conquistou diversos títulos, conforme o sensei Lucas. Zezão sagrou-se Campeão do Meeting Interclubes, Campeão Estadual, Campeão Brasileiro Região V e Bronze na Seletiva Nacional para o Pan em 2023.


quinta-feira, 6 de junho de 2024

Festival de Judô Paineiras do Morumby: Um Show Atividades Lúdicas, Lutas e Diversão!


O Clube Paineiras do Morumby bombou no dia 25 de maio com o 8º Festival de Judô Paineiras do Morumby, que rolou nas Quadras do Vale.


Organizado pelo coordenador de esportes Antônio A. Vilar e pelo supervisor de esportes Sergio Picasso, o evento trouxe 1300 judocas de vários clubes e academias de São Paulo.


A abertura oficial foi super prestigiada pela galera da diretoria do clube, que estava representada por:

- Presidente: Carim Cardoso Saad
- 1º Vice-Presidente: Paulo Cezar Pereira Mayer
- 2º Vice-Presidente: Rogério Marques da Silva
- Administrativo: João Andrade Grilo Neto
- Financeiro: Sebastião Luiz da Silva Filho
- Diretor de Judô: Gabriel Rodrigues Alves Signorelli
- Diretor de Musculação: Rolf Stauffenegger
- Diretor de Natação: Guilherme Cotomacci
- Conselheiro Vitalício: Daniel Fausto Dell´Aquila


Esse evento já virou tradição no clube! Todas as crianças participantes saem de lá com uma medalha irada e uma sacolinha surpresa cheia de guloseimas.

O Festival contou com a cobertura fotográfica incrível feita pelo boletim OSOTOGARI.

Curtiu? Então clica aqui para conferir o álbum 01 de fotos.

Curtiu? Então clica aqui para conferir o álbum 02 de fotos.

Por: boletim OSOTOGARI


quarta-feira, 5 de junho de 2024

Judô brasileiro sobe ao pódio 10 vezes na Copa Europeia Sub-21 de Graz


Os jovens atletas do judô brasileiro fizeram bonito e conquistaram 10 medalhas na tradicional Copa Europeia Sub-21 de Graz, na Áustria, que aconteceu nesse fim de semana (01 e 02). A competição contou com a presença de quase 400 judocas de 29 países, dentre eles potências mundiais como Japão, França, Geórgia e Azerbaijão. 

No sábado (01), primeiro dia de combates, o Brasil teve 11 atletas em ação e faturou quatro medalhas de bronze com Kaillany Cardoso (70kg), Dandara Camilo (78kg), Enya Pires (78kg) e Iago Oliveira (66kg). Já no domingo (02), o país competiu com 15 judocas e teve seus melhores desempenhos nas pratas de Bianca Reis (57kg), Cristi Miranda (90kg) e Matheus Guimarães (100kg), além de garantir mais três bronzes com Clarice Ribeiro (48kg), Beatriz Comanche (57kg) e Jesse Barbosa (90kg).

O Brasil ainda teve os quintos lugares de Bruno Nóbrega (66kg) e André Kramer (100kg), além dos sétimos de Antônio Medeiros Neto (81kg) e Luan Almeida (81kg).

Esses resultados colocaram o judô brasileiro em sétimo lugar no quadro geral de medalhas da competição. Mas, por outro lado, o país foi o que mais teve atletas subindo ao pódio, junto ao Japão, que também levou 10 medalhas para casa.

A Seleção Sub-21 do Brasil já coleciona 19 medalhas em 2024, nos três eventos em que participou. Em março, o time masculino faturou uma prata e três bronzes no International Masters de Bremen, na Alemanha, enquanto o feminino subiu ao pódio cinco vezes (1 prata, 4 bronzes) na Thuringia Cup, também na Alemanha.

Os próximos desafios previstos no calendário da Seleção são a Copa Pan-Americana de Lima, no fim de junho, as Copas Europeias de Praga e Parks, em julho, e, por fim, o Campeonato Mundial de Dushanbe, em outubro.

terça-feira, 4 de junho de 2024

Podcast POD IPPON Supera Expectativas e Lança Dois Episódios no YouTube


O podcast POD IPPON tem conquistado rapidamente a atenção dos aficionados por judô e superado todas as expectativas iniciais. Com a proposta de lançar um episódio semanal, o POD IPPON visa proporcionar uma plataforma onde judocas podem compartilhar suas histórias de vida e carreira diretamente da fonte, trazendo uma autenticidade única aos relatos.

Cristian Cezário teve a honra de inaugurar o POD IPPON na primeira segunda-feira de lançamento, em 27 de maio, seguido por Vinícius Erchov na semana seguinte. Ambos episódios estão disponíveis no canal oficial do podcast no YouTube, oferecendo aos espectadores uma visão íntima e pessoal do percurso destes atletas no mundo do judô.

O desafio para a equipe do POD IPPON é grande, pois a meta é manter a regularidade semanal dos episódios, garantindo conteúdo relevante e de alta qualidade. No entanto, a recepção positiva dos primeiros episódios indica que o público está ávido por este tipo de conteúdo genuíno.

Para assistir aos episódios, acesse os links abaixo:



Fique atento às próximas segundas-feiras para mais histórias verdadeiras no POD IPPON.

Por: Boletim OSOTOGARI

domingo, 2 de junho de 2024

🎙️Segunda-feira é dia de POD IPPON: Bate papo com Vinícius Erchov.


Nesta segunda-feira, 03 de junho, a partir das 21h, apresentaremos o segundo episódio do POD IPPON, o podcast do boletim OSOTOGARI. Temos a honra de receber como convidado especial o professor Kôdansha Vinícius Erchov!

Neste episódio, Erchov compartilhará sua caminhada no judô, desde o início na modalidade até seu desenvolvimento como atleta. Ele também falará sobre suas referências no esporte, sua formação acadêmica e suas experiências em viagens ao exterior. E, como não poderia faltar, teremos um bate-papo sobre política.

Não perca este encontro imperdível! Marque na sua agenda: amanhã, às 21h, no canal do boletim OSOTOGARI no YouTube!

📅 Data: Segunda-feira, 03 de junho  
🕘 Horário: 21h  

Aproveite e se inscreva no canal, ative o sininho para receber notificações de novos vídeos e podcasts!

Esperamos por você!

Por: boletim OSOTOGARI




Joinville é o grande vencedor no Judô do Parajasc 2024


Foto: Delamare de Oliveira Filho /Fesporte

O município de Joinville é o primeiro campeão da modalidade de Judô na história dos Jogos Abertos Paradesportivos de Santa Catarina (Parajasc), realizados entre os dias 28 de maio e 2 de junho, em Blumenau. A “Manchester catarinense”, Joinville ficou em primeiro na classificação geral do Judô, categoria J1 e J2, seguido por Jaraguá do Sul (2º) e Santo Amaro da Imperatriz (3º), completou o pódio.

Nesta edição do Parajasc, o Judô faz parte da competição como modalidade de exibição. Participaram das disputas, paratletas de oito municípios: Araquari, Blumenau, Tubarão, Florianópolis, Jaraguá do Sul, Joinville, Pouso Redondo e Santo Amaro da Imperatriz.

Para Tayla Kuhnen, 27 anos, paratleta de Rio do Sul, estreante e medalha de bronze na categoria até 48 kg, com deficiência visual (DV), este evento proporciona uma emoção indescritível. ”Eu estou bem feliz e em meu primeiro parajasc receber uma medalha, é uma emoção indescritível. Agradeço ao meu treinador Alexandre. E dizer às pessoas que possuem alguma deficiência que procurem o esporte, o esporte abre portas e faz a gente se sentir muito incluído”.


O Parajasc é um evento realizado pelo Governo do Estado por meio da Fundação Catarinense de Esporte (Fesporte), em parceria com a Prefeitura de Blumenau. Participam desta edição da competição, 2.000 paratletas de 70 municípios de várias regiões de Santa Catarina

quinta-feira, 30 de maio de 2024

Araras: Sarah Souza Forma-se 3º Sargento do Exército Brasileiro


A judoca Sarah Souza, 20 anos, que iniciou o judô no Projeto Kimono de Ouro em 2009 na Associação Mercadante e que hoje representa o Esporte Clube Pinheiros viveu um dia inesquecível na última sexta-feira (24/5).

 

Sarah participou da cerimônia de formatura como “3° Sargento do Exército Brasileiro”, evento realizado no Morro da Urca no Rio de Janeiro/RJ.

 

A partir de agora Sarah representará as forças armadas em competições nacionais e internacionais. Estiveram presentes seus pais, Giovana Vieira e Pedro Souza, o irmão Kleybe Souza, além do seu sensei Marcos Mercadante.


“É um motivo de extrema alegria poder ver a evolução desta atleta que iniciou comigo aos 5 anos de idade. Poder estar presente nessa cerimônia é um privilégio para todos nós. Tenho certeza que ela será uma ótima representante das Forças Armadas”, comentou o sensei kodansha Marcos Mercadante.


Por: Associação Mercadante de Araras

terça-feira, 28 de maio de 2024

POD IPPON faz sua estreia conversando com Cristian Cezário!


O POD IPPON faz sua estreia com o judoca Cristian Cezário, heptacampeão mundial veterano, coordenados nacional de veteranos na CBJ e cofundador do Instituto Camaradas Incansáveis - ICI. Conheça sua história nesse bate papo incrível!

Por: Boletim OSOTOGARI

A intervenção no judô paulista e as perguntas que precisam ser feitas


A Federação Paulista de Judô passa por um delicado momento de sua história. Em sua gloriosa trajetória, desde sua fundação no final da década de 50, a entidade, que construiu um belo legado técnico e administrativo e serviu de modelo de desenvolvimento esportivo para outros estados do país, enfrenta uma crise que pode culminar no fim do ciclo de um grupo político que vem dando as cartas na modalidade do estado desde o início da década de 90.  

Envolta num imbróglio judicial que culminou na destituição da atual diretoria e, agora, comandada por um interventor, a FPJ busca juntar os cacos em meio a um processo eleitoral já deflagrado e, mais grave, diante de uma condenação que a obriga a ressarcir os cofres públicos do estado em mais de 600 mil reais - o valor atualizado poderá ultrapassar 1 milhão de reais.  

O caminho passará, necessariamente, pela realização da Assembleia Geral Ordinária (AGO), que acontecerá amanhã (quarta-feira, 29.05) quando o interventor apresentará os assuntos afetos à gestão.  

 

A transparência é fundamental na gestão de uma federação esportiva. 

Esta premissa, forjada sob as melhores práticas da administração, visa estabelecer a confiança e a integridade essenciais para o sucesso de uma organização. Presidentes e vice-presidentes têm a responsabilidade de liderar pelo exemplo, garantindo que todas as ações e decisões sejam realizadas com clareza e abertura. Isso não apenas reforça a credibilidade da entidade, mas também sustenta um ambiente de responsabilidade e ética, vital para o avanço do esporte. 

Um dos pilares dessa pretensa governança corporativa é o Conselho Fiscal, órgão vital para assegurar a integridade e a transparência das informações financeiras. Sua atuação na validação dos balancetes é imprescindível para confirmar que as movimentações contábeis estejam alinhadas com os princípios contábeis reconhecidos e as regulamentações aplicáveis. 

Estas ações fiscalizatórias são estratégicas para mitigar a ocorrência de equívocos, fraudes e discrepâncias que possam afetar a confiabilidade dos dados financeiros. Afinal, tais dados são a base para decisões informadas a todos os envolvidos com a entidade, sejam investidores, credores, filiados ou funcionários. 

 

A Relevância das Notas Explicativas Sobre Passivos Judiciais nos Relatórios Financeiros 

 

As notas explicativas são elementos essenciais nos relatórios financeiros, pois elas elucidam informações que transcendem os números apresentados no balanço patrimonial. A inclusão de notas referentes a custos decorrentes de litígios é de suma importância, visto que estes podem influenciar drasticamente a solidez financeira da organização. 

Tais notas garantem clareza quanto às contingências legais, estimativas de perdas potenciais e reservas para processos judiciais ativos. Elas são fundamentais para que os leitores do balanço tenham uma compreensão ampla dos riscos iminentes e das responsabilidades que a entidade pode vir a enfrentar, contribuindo para uma avaliação precisa do seu valor e estabilidade. 

 

Reflexões sobre a Condenação da Federação Paulista de Judô e a Transparência Contábil 

Diante dos pontos levantados acima, é notável a ausência de menção a tais custos nos balancetes da FPJ entre 2019 e 2022. Tal omissão levanta questionamentos sobre a diligência tanto da diretoria da FPJ quanto do presidente e membros do Conselho Fiscal em reportar custos judiciais potenciais nos balanços ou nas atas das Assembleias Gerais Ordinárias com os associados. 

Assim, emergem as seguintes questões: 

Foram realizadas provisões para o ressarcimento dos valores ao Governo do Estado de SP? E em outras Ações Judiciais em Andamento? 

Como a FPJ, ciente dos processos em andamento e tendo despendido mais de 800 mil reais em assessoria jurídica, serviços contábeis e auditoria nos últimos três anos, não relatou os potenciais valores da condenação em AGO ou no balanço, seja como provisão ou em notas explicativas? 

Qual será o tratamento dado a essa questão do valor da condenação no balanço de 2023 da FPJ, que será apresentado pelo interventor? 

O Conselho Fiscal tem examinado trimestralmente o relatório da evolução contábil e demais documentos e balancetes da FPJ? Caso tenha sido identificado algo referente aos processos em andamento, houve algum alinhamento com a Presidência, Vice-presidências, Secretário Geral ou Responsável Contábil da FPJ ?. 

A auditoria realizada pelos interventores identificou outros ‘esqueletos no armário’ relacionados a processos judiciais? Ou outros procedimentos que possam gerar custos para a FPJ? 

Será esclarecedor ouvir tais respostas e entender como essa situação impactará os filiados, direta ou indiretamente, pelos custos decorrentes da condenação em relação ao Erário Público. Espera-se que o interventor - além daqueles profissionais remanescentes que lá permanecem -, possa elucidar estas e outras dúvidas durante a Assembleia Geral. 

 

Carlos Bortole 

 Jornalista com MBA em Gestão do Esporte. Gestor Público com Especialização em Governança, Planejamento Estratégico e Execução de Serviços na Área Pública.  

Ex-atleta da Seleção Brasileira de Judô (1988/1995), Técnico da Seleção Brasileira Universitária no Mundial de Judô na Coreia do Sul (2006) e Diretor de Judô do São Paulo Futebol Clube (2019). 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Pesquisa personalizada