quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Gauchão de judô reúne mais de 800 atletas em São Leopoldo


Mais de 800 atletas têm encontro marcado neste sábado, no Ginásio Municipal de São Leopoldo. Eles entram em ação no Campeonato Estadual Geral, o Gauchão de judô, torneio que fecha o circuito estadual 2014 após 16 eventos ao longo da temporada. As lutas do Estadual iniciam às 9h15min, com as categorias veteranos e sub-13. O “ingresso” para assistir os combates é de 1 quilo de alimento não perecível, que será doado a instituições de caridade do município.

Dentre as 31 equipes inscritas para o Gauchão, as três líderes do ranking estadual levarão as maiores delegações. Terceira colocada no ranking – e dona de uma hegemonia estadual que já dura 25 anos – a Sogipa terá 192 representantes; o GN União, líder do ranking, contará com 181 judocas; enquanto a Kiai, segunda colocada, vai ter 107 judocas.

Em São Leopoldo vão entrar em ação os judocas de todas as categorias, com exceção dos atletas sênior, que já disputaram o Estadual, na primeira fase, em agosto – na ocasião, a Sogipa foi a vencedora. Desde então a Federação Gaúcha de Judô já realizou também o Estadual de novos – destinado a atletas com graduação até faixa laranja – e o Estadual por equipes.

“Com certeza teremos um grande evento em São Leopoldo”, projeta o presidente da Federação Gaúcha de Judô, Carlos Eurico da Luz Pereira. “É a nossa principal competição, para a qual os atletas e os professores desenvolvem todo um treinamento especial. Além disso, será realizada em um dos melhores locais do Estado, o Ginásio de São Leopoldo”, conclui.

Campeão mundial sub-21 em ação

Dentre os 800 inscritos está o mais recente brasileiro campeão mundial sub-21, Rafael Macedo. O judoca da Oi/Sogipa e lutará pela primeira vez no Rio Grande do Sul após o título conquistado nos Estados Unidos, há menos de um mês. Em Porto Alegre desde o início do ano, ele tentará o seu primeiro título do Gauchão.

Foto de divulgação em anexo. Crédito: Tiago Medina / Divulgação FGJ

--


Tiago Medina
Assessor de Imprensa
Federação Gaúcha de Judô


quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Judô atibaiense encerra participação de torneios amistosos de 2014 com chave de ouro


Domingo (16), a equipe atibaiense de judô do São João Tênis Clube/APAJA/Secretaria de Esportes e Lazer da PEA, esteve nas dependências do Ginásio de Esportes do Paineiras de Campinas, participando do VII Torneio de Judô-114 Anos da Associação Atlética Ponte Preta, evento realizado pelo 15ª Delegacia Regional da F. P. Judô, finalizando o ciclo de competições preparatórias na região em 2014.

 Mantendo a hegemonia criada em 2014, a equipe atibaiense fecha o ano com a conquista de mais um campeonato na classificação geral, somando com este título 99% de conquistas de primeira colocação em torneios da região, com apenas uma participação chegando na vice liderança. Fruto de muito trabalho extraído da força dos profissionais desta equipe, que estiveram incansavelmente participando de todos os eventos realizados na regional neste ano.

Acompanhados e instruídos pelos professores Paulo Alvim (Pi), Thiago Valladão, Angélica da Silva e Rafael Brígida, os judocas subiram no pódio por cinquenta e uma vezes, disputando com judocas vindos de 41 renomadas Associações e Clubes do Estado de São Paulo e de Minas Gerais, aumentando o nível do torneio e assim consolidando o resultado dos atibaienses. Mérito aos judocas que conquistaram, 20 medalhas de ouro, 12 de prata e 19 de Bronze. São eles:

Campeões – Mateus Martinho, João Vitor Belo (Lanch. Rest. ChimbiKa), João Pedro Greco, Gustavo Brait (Colégio Atibaia), Osmar Ribeiro, Felipe Breitenbach (Colégio Atibaia), Yaman Jamal, Mike Pinheiro (Vazoli Atibaia, Rancho 2K e Colégio Objetivo), André Granado (Colégio Objetivo), Caíque Bento (FESB e Cimento Atibaia), Isabela Montaldi, Luana Belo (Bar do Zinho e Martan Despachante), Luana de Oliveira, Veronica Souza, Aline Calderon, Beatriz Furtado (Colégio Objetivo), Karina Belo (Padaria e Lanch. Do Gordo), Yara Ferreira (FESB), Matheus Tsukamoto e Francisco Mariano. 

Vice-campeões – Allan Pereira, Murilo Martinho (Colégio Objetivo), Felipe Candido, Vinicius Matsumoto, Marjorie Antiqueira, Ana Beatriz da Silva, Sarah Fonseca, Thamires Koto, Thaisa Reis, Lady Clair Silva, Matheus Colodino e Lucas Humberto. 

Terceiros Colocados – Andreas Marques, Gabriel José de Paula, Henrique de Carvalho, Deivyson Camargo, Leonardo Ruggeri, Nicolas Bueno, Luan Ferreira, Lucas Reis (Irmãos Tsuji Casa das Bombas, Colégio Objetivo e Uber-Clima), Victor Daniel da Cunha, Leonardo José Araújo, Jhade Moraes, Tiffany dos Santos, Leticia Gomes, Geovanna dos Santos, Jaqueline Yonda, Ana Caroline Franco, Renan Breitenbach (Colégio Atibaia), Lucas Nascimento e Christian Maia.

Os judocas agradecem a Concessionária Rota das Bandeiras, Estruturas Metálicas Ando, Colégio Objetivo, FAAT, Colégio Atibaia, Centro Integrado Atibaia Odontologia, Fisioterapeuta Layla Nery, Viação Atibaia São Paulo, Psicóloga Esportiva Mariah Theodoro, Academia R Sette, Nutrivial - Consultoria em Nutrição, Preparador Físico Roger Fonseca e Boletim OSOTOGARI, que acreditam e apoiam o judô atibaiense.

Por: APAJA Atibaia

Brasil escalado para Desafio Internacional na inauguração do Centro Pan-americano de Judô


Um Desafio Internacional entre Brasil e Itália marcará a inauguração do Centro Pan-americano de Judô, em Lauro de Freitas, região metropolitana de Salvador, no próximo dia 30 de novembro, às 13 horas, com transmissão ao vivo do SporTV. Será um desafio misto, com três mulheres nas categorias meio leve (52kg), meio médio (63kg) e pesado (+70kg) e homens do leve (73kg) e do médio (90kg). A convocação brasileira foi divulgada nesta quarta-feira, 19 de novembro. Eleudis Valentim (52kg), Marcelo Contini (73kg), Mariana Silva (63kg), Eduardo Bettoni (90kg), Rochele Nunes (+70kg) e Camila Nogueira (+70kg) formarão a equipe verde e amarela. Os técnicos Mário Tsutsui e Mário Sabino comandam a seleção, que será acompanhada pela fisioterapeuta Roberta Mattar e pelo assistente João Gabriel Pinheiro. 

A equipe brasileira vai mesclar atletas mais experientes com jovens promessas do judô brasileiro, como é o caso de Camila Gebara. A atleta de Dourados, interior do Mato Grosso do Sul, é mais um fruto da descentralização do judô brasileiro. Depois de conquistar títulos importantes nacionais, a peso pesado disputou o Mundial Sub 21 este ano em Fort Lauderdale.

“Eu fiquei muito feliz com essa convocação, ainda mais porque eu não vinha de um bom resultado no Mundial Sub 21. Veio em boa hora porque, com certeza, vai me ajudar na preparação para as Seletivas de Base e Rio 2016 que vou disputar em dezembro”, disse a jovem de apenas 19 anos e que já bateu na trave da seleção principal em 2012, quando ficou em terceiro lugar na primeira etapa da Seletiva Rio 2016 que distribuía duas vagas.

Camila treinará com Rochele Nunes, reserva de Maria Suelen Altheman na seleção, e que também disputará a Seletiva. Já Marcelo Contini teve a sua vaga na seleção até os Jogos do Rio por conta da colocação no ranking mundial. O Desafio vai ser a última competição do ano para o atleta.

“É sempre bom lutar contra europeus. Espero fazer uma boa luta e conseguir mais uma vitória para a equipe do Brasil. Vai ser mais uma conquista para fechar um ano muito bom, de belos resultados que me garantiram fora da Seletiva!”, disse o leve que teve como principais resultados no ano a prata no Grand Slam de Tyumen, além de ouro no Aberto Pan-americano de Buenos Aires e prata no de Montevidéu. “E que venha 2015 com muito mais resultados este”, concluiu Contini.

Centro Pan-americano de Judô – O CPJ foi entregue à Confederação Brasileira de Judô em julho de 2014. O maior centro de treinamento das Américas foi a primeira instalação concluída com recursos do projeto Brasil Medalhas, cuja finalidade é preparar o país para as Olimpíadas de 2016. 

Essa estrutura, que será a casa do judô brasileiro e pan-americano e integrará a Rede Nacional de Treinamento, conta com o que há de mais moderno para a prática do esporte: ginásio climatizado para treinamentos e competições, alojamento para até 72 atletas, auditório para 200 pessoas, academia, restaurante, piscina semi-olímpica, quadra poliesportiva de 18x36m², salas de apoio e arquibancada para 1.900 lugares.

Por: Assessoria de Imprensa da CBJ


Tricampeãs do Grand Prix voltam ao tatame do Minas


A equipe feminina do Minas Tênis Clube, comandada pelo técnico Floriano Almeida, retornou para casa com o troféu do Grand Prix Interclubes Feminino, depois de derrotar o Instituto Reação na grande final do último domingo. Em clima de festa pela conquista do terceiro título nacional, as meninas voltaram a pisar no tatame mineiro e receberam a imprensa na tarde de segunda-feira. 

Tetracampeã do torneio, a experiente Érika Miranda falou sobre o prazer de lutar uma competição por equipe com seu clube. “No judô geralmente as competições são individuais, então lutar por uma equipe é diferente. A energia é muito especial, e a nossa equipe é muito forte e unida. Somos as únicas tricampeãs de um torneio que conta com grandes nomes do judô brasileiro, que está em um bom momento. Ter competições assim, com todas as atletas disputando, é bom para o crescimento do esporte”, disse.

Apesar da derrota na luta contra Rafaela Silva na final, a judoca Mariana Silva elogiou o desenvolvimento do grupo mineiro durante a competição. “A disputa serve para fortalecer ainda mais a equipe. Isso é bom para o Minas, mostra a união e vontade que temos”, disse. 

As atletas seguirão treinando no clube até 12 dezembro, véspera da Seletiva Olímpica na qual estarão muitas atletas que lutaram o Grand Prix, como a própria Mariana. Se vitoriosas, estarão junto com Ketleyn Quadros e Érika Miranda na seleção brasileira até as Olimpíadas do Rio.

Por: Assessoria de Imprensa da CBJ

CBJ divulga nota de esclarecimento sobre a proibição da FIJ

A Confederação Brasileira de Judô informa que recebeu, na última segunda-feira (17/11), comunicado oficial da Federação Internacional de Judô acerca da restrição de participação de judocas listados no ranking internacional da FIJ em qualquer competição internacional de artes marciais e lutas. A partir de janeiro de 2015, inscrição desses atletas constantes do ranking mundial em eventos internacionais de outros esportes só poderá ser feita mediante autorização da FIJ.

A Confederação Brasileira de Judô reforça sua política de integração entre as modalidades, podendo os judocas brasileiros não listados no ranking mundial participar de quaisquer eventos nacionais de artes marciais e lutas.

Por: Assessoria de Imprensa da CBJ

Seleção embarca hoje, quarta-feira, para Sul-americano Sub-15 e sub-13, no Peru


A novíssima geração do judô brasileiro embarca nesta quarta-feira, 19 de novembro, para Lima, capital do Peru, para a disputa do Campeonato Sul-americano Sub-13 e Sub-15. O evento acontecerá entre os dias 20 e 23 de novembro e as lutas serão realizadas no ginásio da faculdade de Engenharia e Arquitetura da Universidade San Martin. 

Nesta edição, a delegação brasileira contará com 27 judocas e mais sete membros da CBJ que formam a Comissão Técnica. Na categoria sub-15, o país será representado por sete atletas no masculino e cinco no feminino. Já no sub-13, serão oito meninos e sete meninas defendendo a bandeira verde-amarela. 

O Brasil ocupa lugar de destaque na formação de judocas na América do Sul, sendo um dos principais centros do judô do mundo. Exemplo disso é o desempenho do país em campeonatos como este de categorias de base: em 2013, os brasileiros conquistaram 25 dos 32 ouros possíveis, colocando o país no lugar mais alto do pódio no sul-americano sub-15 e sub-13 disputado em Santiago, no Chile. 

"Esse desempenho internacional é um reflexo do investimento que a gente tem feito a nível nacional, como o Campeonato Brasileiro Sub-15 e Sub-13 e outros eventos, onde esses jovens judocas ganham experiência de competição e chegam mais bem preparados para disputas como essa do Sul-americano", avalia Marcelo Theotonio, Gestor de Base da CBJ. 

Confira abaixo a lista dos atletas que representarão o Brasil no Peru:

Cat. Masculino Sub15 
40kg Rodrigo Arthur Fonseca Andraus Liebold 
44kg João Claudio de Souza Chimurro Junior 
48kg Lucca Salomão Gonçalves Portella 
53kg Guilherme César Schimidt 
58kg João Victor Pazianotti Rodrigues 
64kg Guilherme Kenji Sacamoto Guimarães 
+64kg Christian Alan Mendes 

Cat. Feminino Sub15 
44kg Gabielle Santos 
48kg Maria Fernanda Cirico dos Santos 
53kg Camila Vitória Xavier 
58kg Roberta Azambuja Paiva 
64kg Ramoni Valadares Toledo 

Cat. Masculino Sub13 
28kg João Vitor da Luz Oliveira 
31kg João Marcelo Morato de Oliveira 
34kg Nicolas Matheus de Almeida 
38kg Gabriel Torres Shimada 
42kg Daniel Santos Damasceno 
47kg Matheus Roberto Pereira 
52kg Igor Flavio Gonçalves do Vale 
+52kg Carlos Eduardo Silva de Macedo 

Cat. Feminino Sub13 
28kg Mariana de Carvalho 
31kg Isabela Santos Leite 
34kg Laura Ayumi Soken 
38kg Thauany David Capini Dias 
47kg Nauana Aparecida das Dores Lopes da Silva
52kg Luiza Raymundo Laska 
+52kg Louise Costa de Andrade 

Comissão Técnica
Chefe da delegação: Marcelo Theotonio da Silva
Ass. Administrativa: Ingrid Camara
Técnico: João Gabriel Matos Pinheiro
Ass. Técnica: Gleissy Totti
Ass. Técnica: Thiara Bertoli
Fisioterapeuta: Cliff Bruce Moreno Ferreira
Árbitro: Mário Miranda

Por: Assessoria de Imprensa da CBJ

terça-feira, 18 de novembro de 2014

Araras: Judocas da associação Mercadante conquistam 65 medalhas no fim de semana


O fim de semana foi de muitas conquistas para o Projeto “Kimono de Ouro”. Os judocas de Araras participaram de duas competições e delas trouxeram a significativa quantia de 65 medalhas (veja todos os medalhistas abaixo). No sábado (15), a equipe, formada por 47 atletas, conquistou 42 medalhas na 1ª Copa Caconde de Judô, sendo 21 de ouro, 14 de prata e sete de bronze.

Já no domingo (16), a delegação ararense foi até Campinas disputar o VII Torneio da Associação Atlética Ponte Preta. A competição rendeu mais 23 medalhas ao Projeto “Kimono de Ouro”, com sete ouros, três pratas e 13 bronzes. Ambas as competições serviram de preparação para a Seletiva Nacional, que acontece no início de dezembro, em Salvador (BA).

“Foi um final de semana produtivo, de muitos pódios e boas lutas. Nossos atletas corresponderam ao esperado e mostraram que estão preparados para o principal desafio do fim do ano, que é buscar vagas na seleção de base”, destaca o professor Marcos Mercadante.

Medalhistas na Copa Caconde de Judô

Ouro: Ariella Favatto, Isabela Santos, Lavínia Silva, Laysla Silva, Letícia Mariano, Sarah Souza, Vitória Beretta, Sandy Souza, Izabela Franco, Nathália Amaral, André Pires, Breno Costa, Caio Lima, Eliabe Silva, Eliseu Silva, Gleydson Barros, Ian Gachet, João Paulo Correia, Juan Costa, Júlio Cesar Correia e Vinnicius Roveroni.

Prata: Ahira Favatto, Ana Julia de Macedo, Patrícia Souza, Gabriel Silva, Gabriel Vieira, Jurandi Almeida Jr., Kleybe Souza, Luiz Felipe Ferreira, Pietro Carnevalli, Robson Soares, Rodrigo Granço, Samuel Franco, Victor Alves e Vinicius Barros.

Bronze: Natália Lima, Kaina Gachet, Nathália Roveroni, Daniel Amaral, Gustavo Silva, Matheus Sobrinho e Matheus Mercadante.

Medalhistas no Torneio da Ponte Preta

Ouro: Lavínia Silva, Natália Lima, Nathália Roveroni, Ian Gachet, Vinnicius Roveroni, Juan Costa e Kleybe Souza.

Prata: Ahira Favatto, Vitor Ferreira e João Vitor Ferreira.

Bronze: Ariella Favatto, Isabela Santos, Ana Laura de Paulo, Ana Julia de Macedo, Isabela Pereira, Sandy Souza, Pietro Carnevalli, Victor Alves, André Pires, Caio Lima, Breno Costa, Gabriel Vieira e Nicolas Martins.


Por: Associação Mercadante de Araras

Sorocaba: Sacamoto é Brasil no Sul Americano de Judô


O Judoca Sorocabano Guilherme Sacamoto que representa a equipe Judo Na Faixa/ Prefeitura de Sorocaba é representante do Brasil no Campeonato Sul Americano de Judô neste final de semana em Lima no Peru.

A competição será no dia 22 de novembro, mas o seu primeiro adversário não está no tatame e sim na balança, Sacamoto que luta na categoria Sub-15 até 63kg ( meio Pesado ) esta 1 kilo acima do limite máximo da categoria, porem o atleta conquistou neste ultimo domingo no torneio da Ponte Preta em Campinas o ouro nesta mesma categoria e se diz em plenas condições de alçar o peso ideal para a competição.

Para poder disputar o Sul Americano, Guilherme venceu todas as competições oficiais e neste ano e com apenas uma derrota para o Paranaense na Final do Campeonato Brasileiro em Macapá. Assim o Campeão ( Paranaense ) disputará o Pan Americano e o Vice-campeão (Guilherme) garantiu a vaga para o Sul Americano.

“ O Guilherme está 100% do seu Judo, fizemos um planejamento intensivo e ele respondeu com eficiência, os resultados foram aparecendo e hoje ele é Brasil e esta pronto para trazer o Título inédito para a Região sem nenhuma lesão.” Afirma Vlamir que é Campeão Mundial e Técnico.

“Meu sonho era ser da seleção Brasileira um dia, agora é vencer o Sul Americano e sonhar com os Jogos Olimpicos.” Afirma Guilherme.

Guilherme conta com o apoio da PM de Sorocaba, SEMES, Pipocas TUICK, Dentista Dr. Joaquim Barros, Luiz Yabiku Eng. De Incêndio, M. P. Bordados e Escritório Seiko.

Por: Judô na Faixa Team


Presidente Prudente: Judocas da Academia Nelson Morimoto participou de Torneio na cidade de Lins


Com a participação de mais de 700 atletas representando 32 associações do estado de SP  e MS, foi realizado no dia 15 de novembro de  2014, Ginásio Poliesportivo da UNILIN, o 17º Torneio Incentivo de Judô "UNILINS".

O Evento muito bem organizado e coordenado pela Associação de Judô Morimoto de Lins, que apesar do nome não tem vínculo com a Academia Nelson Morimoto, e sob a supervisão do Delegado Regional Vilmar Shiraga, da 5ª Delegacia Regional da Noroeste da F.P.Judô, teve início as 9:00 hs. e transcorreu até as 17:00 hs.

Com a coordenação do professor Ailton Calado, da Associação de Judô Morimoto de Lins, o evento teve um alto nível técnico, apresentando boas lutas para todo o público presente.

Ao final da Competição a grande campeã Geral foi a equipe do SESI SP, com 157 pontos, ficando a SEMEL / Morimoto de Lins em segundo com 132 pontos, em terceiro a Associação Venceslauense Kenshin, com 58 pontos, em quarto a Associação de Judô Kassada de Marília com 57 pontos,  em quinto a equipe de Penápolis com 49 pontos e em sexto a delegação de Pompéia com 42 pontos. 

A Academia Nelson Morimoto que esteve com apenas 6 atletas, acabou na 16ª colocação com 17 pontos, sendo duas medalhas de ouro, duas de prata e um terceiro lugar. Um bom resultado pelo número de competidores.

Sendo: Joilson Aparecido de Oliveira, Campeão - Adulto até faixa verde/pesado, Raiza Silva Ferreti, Campeão - Adulto Feminino/médio, Mateus Grandino R. Santos, Vice-campeão - Adulto até faixa verde/leve, João Vitor de Oliveira Forli, Vice-campeão - Infantil/Leve e Gabrielle B. Morimoto, 3ª Colocada - Infantil/Leve.

Assim se encerra a temporada competitiva de 2014. Agora o foco é no exame de graduação que acontece ainda em novembro, e as atividades vão ate o dia 19 de dezembro em Presidente Prudente.
--

Academia Nelson Morimoto

domingo, 16 de novembro de 2014

Torneio 114 anos da Ponte Preta Campinas: Fotos disponíveis.


As fotos do Torneio de 114 anos da Ponte Preta Campinas estão disponíveis. Evento ocorreu neste domingo, 16 de novembro, fechando a temporada de competições da 15ª Delegacia Regional de Campinas.

Clique aqui e confira a documentação fotográfica.

Boletim OSOTOGARI

Minas é tricampeão do Grand Prix Interclubes


A nona edição do Grand Prix Nacional Interclubes Feminino, disputada em São José dos Campos, neste final de semana, colocou o Minas Tênis Clube no topo da galeria de campeões. Com a vitória sobre o Instituto Reação por quatro a um na decisão, o clube de Belo Horizonte chegou ao terceiro título do torneio, se tornando o maior campeão – Sogipa e A.D. São Caetano têm dois títulos. Ainda neste domingo, a Sogipa venceu o Pinheiros por quatro a um e garantiu a medalha de bronze.

“A equipe é muito homogênea e experiente em disputas de Grand Prix. Nos três títulos tivemos Érika, Ketleyn, Mariana e Idalis, que já faz parte da família. Acredito que o nosso segredo é sempre ir com calma, nunca pensando na final, pensando a cada confronto. Tem dado certo dessa forma”, disse o técnico Floriano Almeida.

A decisão começou com um confronto com nível de seleção brasileira. Érika Miranda, medalhista de bronze no Mundial Chelyabinsk 2014, enfrentou a sua reserva Raquel Silva e venceu apertado, por ter tido uma punição a menos, e colocou o Minas na frente. Na luta seguinte, Ketleyn Quadros, medalhista de bronze nos Jogos de Pequim 2008, lutou com Giullia Penalber. Outro confronto equilibrado que foi decidido apenas no golden score, quando a atleta do Reação recebeu uma punição por falso ataque.

Na terceira luta, uma surpresa. A campeã mundial no leve em 2013, Rafaela Silva, foi escalada no meio médio para enfrentar Mariana Silva. E com um estrangulamento marcou o primeiro ponto do Reação, mantendo a equipe viva na briga pelo ouro. Bárbara Timo e a alemã Anne Lisewski também fizeram uma luta equilibrada e dura que só foi decidida no final quando a atleta do Reação, em desvantagem no placar por causa de uma punição, deu oportunidade para que Bárbara a projetasse e conseguisse um wazari. A vitória do Minas estava decretada. Idalis Ortiz e Tuany Siqueira fizeram a última que terminou de maneira triste. Ao projetar a brasileira, a cubana acabou caindo sobre a perna de Tuany que sofreu uma grave lesão e terá que passar por uma cirurgia. 

“Foi um esforço de todos, de uma equipe muito unida, muito coesa. Em alguns pesos, sabíamos que os adversários era mais fortes mas sempre tivemos a garra, a vontade, o espírito do guerreiro, do samurai. Isso sempre imperou entre as meninas e elas são as grandes campeãs e vencedoras. Essa prata em um campeonato com nível tão alto e equipes tão fortes, vale ouro”, disse o técnico Geraldo Bernardes.

Na primeira luta do dia, Sogipa e Pinheiros se enfrentaram para ver quem conseguiria chegar ao pódio. Na primeira luta, Eleudis Valentim colocou o Pinheiros em vantagem ao vencer Milena Mendes. No confronto seguinte, uma surpresa. Giovanna Pernoncini, que está no primeiro ano da categoria juvenil, conseguiu um ippon sobre Flávia Gomes, reserva de Rafaela Silva e Ketleyn Quadros na seleção sênior, e deixou tudo igual.

No terceiro embate, a francesa Sarah Loko marcou o segundo ponto da Sogipa depois de vencer Dione Lima por dois yukos. Em outro confronto entre atletas de seleção, Maria Portela conseguiu um ippon sobre Nádia Merli e decretou a vitória da Sogipa. Rochele Nunes ainda conseguiu um wazari na luta contra Sibilla Faccholli e definiu o placar em quatro a um. A nota triste fica por conta das lesões sem muita gravidade de Flávia Gomes e Nádia Merli.

“Essa medalha representa a nossa tradição. Participamos de todas as edições do Grand Prix e em apenas uma não chegamos ao pódio. Fiquei feliz porque esse evento tem que ser um evento para revelar talentos e hoje nós revelamos uma menina de 16 anos, faixa roxa, uma graduação baixa, que conseguiu enfrentar a pressão da televisão e de um adversário muito respeitado por nós e vencer”, disse o técnico Antônio Carlos “Kiko” Pereira. 

O próximo evento do calendário nacional é o Desafio Internacional no próximo dia 30 de novembro em Lauro de Freitas, que marcará a inauguração do Centro Pan-americano de Judô. De 04 a 07 de dezembro, será disputada a Seletiva Nacional das Categorias de Base também no CPJ. E, por fim, no dia 13 de dezembro, a CBJ organiza a Seletiva Rio 2016 – III Etapa, última chance de ingressar na seleção antes dos Jogos Olímpicos Rio 2016.

Por: Assessoria de Imprensa da CBJ

sábado, 15 de novembro de 2014

Bahia: Judocas Coiteenses conquistam medalhas na Copa Internacional Cidade de Fortaleza


Nos dias 14 e 15 foi realizado na Capital Cearense a Copa Internacional Cidade de Fortaleza, no ginásio do Circulo Militar. A Associação de Judô Coiteense participou com 04 Judocas e 03 voltaram com medalhas. Os resultados foram o seguinte: Sensei Vladson Campeão, Flavio Dias vice-campeão e Vladson Junior terceiro. Sensei Vladson diz estar satisfeito com os resultados e serviu como treinamento para a VIII etapa do circuito Baiano que se realizará no dia 22 de novembro.

Por: Judô Coiteense




Círculo Militar de SP homenageia os destaques de 2014


Na quinta-feira, dia 13/11, aconteceu o Cerimonial do Mérito Esportivo do CMSP 2014, onde foram homenageados os atletas em destaque das diferentes modalidades esportivas competitivas, que conquistaram os mais importantes títulos para o nosso amado clube no ano de 2014.

Com a presença do digníssimo Sr. Presidente do CMSP, Coronel Bittar, do diretor de esportes Sr. Edson Hind, de todos os demais diretores do clube e dos senhores assessores das modalidades esportivas, a cerimônia foi impecável em sua organização.

Nossa equipe de Judô este ano teve 12 atletas homenageados em virtude de seu excelente desempenho em 2014. Todos receberam uma linda medalha de Honra ao Mérito, foram eles:

1.    Ana Carina Vieira
2.    Andrei Gonçalves
3.    Arthur Almeida
4.    Bruna Siqueira
5.    Gabriel Druzian
6.    Lorran Conceição
7.    Lucas Ramos
8.    Manuela Bifone
9.    Matheus Almeida
1.  Rafael Teixeira
1.   Renan Tsutsumi
1.   Victor Toscano


Uma grata surpresa para o Departamento de Judô foi que este ano aconteceu a apuração do técnico esportivo destaque do Círculo Militar de São Paulo no ano de 2014. E para a nossa alegria, o eleito pelo seu excelente desempenho profissional e pela dedicação aos seus alunos foi o nosso Sensei Fernando Catalano, que recebeu das mãos do Sr. Diretor de Esportes Edson Hind o lindo troféu “Professor Wagner Carlos Capobianco”, em um clima de muita emoção!

Ao final da premiação foi oferecido um agradável coquetel a todos os presentes.

Parabéns equipe de Judô do CMSP e a todos os senhores pais e familiares de nossos queridos atletas!

Por: Judô CMSP



Minas e Instituto Reação fazem a final do 9º Grand Prix Interclubes Feminino


Um clube experiente e um novato vão se enfrentar na grande decisão do 9º Grand Prix Nacional Interclubes Feminino. O Minas Tênis Clube, campeão em 2011 e em 2013, passou pela Sogipa na semifinal por quatro a um e se garantiu na disputa do terceiro ouro. Se vier a conquistar o título, vai se tornar o maior campeão da história do torneio. Para isso, terá que passar pelo novato Judô Comunitário Instituto Reação, que chega à sua primeira decisão na segunda participação no torneio,  depois de vencer o Esporte Clube Pinheiros na semifinal por três a dois. Em 2013, a equipe do Rio de Janeiro ficou na quarta colocação. Sogipa e Pinheiros se enfrentarão pelo bronze. O bloco final começa às 10 da manhã, com transmissão ao vivo do SporTV.

O Minas confirmou a força do seu elenco comandado por Érika Miranda (52kg), Ketleyn Quadros (57kg) e Idalys Ortiz (+70kg) e terminou a fase de grupos sem perder uma luta, vencendo o SESI (SP) e o São José (SC) por cinco a zero e o Instituto Reação por três a zero. O Reação, que tem Rafaela Silva(57kg) como grande expoente, também passou pelos adversários na fase de grupos, a exceção do Minas, por cinco a zero.

Pinheiros e Sogipa também estavam no mesmo grupo na primeira fase e o confronto entre os dois terminou com vitória dos paulistas por quatro a zero. O Pinheiros venceu ainda o São José dos Campos por três a zero e o O.A.S. de Inhumas (GO) por três a dois. Já as gaúchas passaram pelas goianas e pelo São José dos Campos por três a dois, antes da derrota para o Pinheiros.

Ainda hoje, foram definidos últimos quatro colocados na segunda fase. O O.A.S de Inhumas, que investiu na contratação da campeã olímpica Sarah Menezes e da vice-campeã mundial Marti Malloy, ficou na quinta colocação, depois de vencer o F.M.E.L São José por cinco a zero e o SESI por três a dois na segunda fase. O SESI, que havia vencido o S.E.L. de São José dos Campos por três a dois ficou com a 6ª colocação. E o São José dos Campos com uma vitória sobre o São José(SC) por quatro a um terminou em sétimo. Os dois últimos clubes terão que disputar o Qualifying para voltar ao Grand Prix em 2015.


Grand Prix Nacional – Feminino
Local: Ginásio do SESI – São José dos Campos/SP

16/11
10h: Disputa de medalhas (com transmissão ao vivo do SporTV)
Bronze: Sogipa x Pinheiros
Final: Minas x Instituto Reação


Campeões anteriores
2005: E.C. Pinheiros/SP
2006: A.D. São Caetano/SP
2008: A.D. São Caetano/SP
2009: Sogipa/RS
2010: Sogipa/RS
2011: Minas T.C./MG
2012: C.R. Flamengo/RJ
2013: Minas T.C./MG

Por: Assessoria de Imprensa da CBJ

Amanhã tem Torneio de Judô da Ponte Preta Campinas


Neste domingo, a partir das 09:00hs acontecerá o Torneio de 114 anos da Associação Atlética Ponte Preta, na unidade Paineiras, em Campinas. Estaremos realizando a cobertura fotográfica do evento!

Boletim OSOTOGARI

sexta-feira, 14 de novembro de 2014

Minas e Sogipa brigam pelo tri no Grand Prix Feminino


O Grand Prix Nacional Interclubes Feminino é realizado desde 2005 e chega a sua nona edição em 2014. As disputas que acontecerão no próximo final de semana em São José dos Campos, São Paulo, pode definir o maior campeão do torneio, já que três equipes empatam em maior número de títulos: Sogipa (RS), Minas T.C. (MG) e A.D. São Caetano (SP), todas bicampeãs nacionais.

Depois de vencer pela primeira vez em 2011, o Minas chegou ao terceiro lugar em 2012 e voltou a conquistar o ouro em 2013. Para esta edição, o atual campeão montou uma equipe forte visando ao sonhado terceiro título. Trouxe a cubana campeã olímpica e bicampeã mundial Idalys Ortiz (+70kg), além de contar ainda com grandes nomes do judô brasileiro como Ketleyn Quadros (57kg), Érika Miranda (52kg), Bárbara Timo (70kg) e Mariana Silva (63kg).

“É importante por ser uma competição em que podemos nos unir às nossas companheiras de treino e defender todo o trabalho que foi feito durante o ano. A união é fundamental e faz a diferença na hora dos detalhes”, disse Ketleyn Quadros, medalhista de bronze nos Jogos de Pequim. “Eu, particularmente, gosto muito do Grand Prix. Esse ano as equipes estão muito fortes e homogêneas. Lutar com consciência, inteligência e união vai fazer toda a diferença.”

A outra equipe bicampeã, no entanto, vem igualmente fortalecida para essa disputa. A Sogipa, campeã dois anos seguidos (2009 e 2010), amargou um quarto lugar em 2011 e bateu na trave com dois vices em 2012 e 2013. Neste ano, a equipe do treinador "Kiko" Pereira contará com a campeã mundial Mayra Aguiar (+70kg) e outras atletas de nível de seleção brasileira, como Rochele Nunes (+70kg), Maria Portela (70kg), Manoella Costa (57kg) e Milena Mendes (52kg). 

Quando entrarem nos tatames do SESI, Minas e Sogipa serão as únicas equipes brigando pelo tricampeonato do Grand Prix, já que o outro time bicampeão, a A.D. São Caetano, não está na competição. Além dos três, as outras formações que venceram o Grand Prix Feminino são Flamengo e Pinheiros. O clube carioca também não estará na disputa deste ano.  

Equipes que competirão nesta edição: Sogipa (RS), E.C. Pinheiros (SP), Minas T.C. (MG), Instituto Reação (RJ), O.A.S. Inhumas (GO), F.M.E.L. São José (SC), SESI (SP) e S.E.L. São José dos Campos (SP). 

Equipes se apresentam nesta sexta-feira, em São Paulo

As equipes que disputarão a nona edição do Grand Prix Nacional Interclubes de Judô feminino se apresentarão em São Paulo nesta sexta-feira, 14, no Hotel Intervale Othon, em São José dos Campos. Ao todo, oito times brigarão pelo pódio: Sogipa (RS), E.C. Pinheiros (SP), Minas T.C. (MG), Instituto Reação (RJ), Inhumas (GO), F.M.E.L. São José (SC), SESI (SP) e S.E.L. São José dos Campos (SP). 

Ainda na sexta-feira será realizada a pesagem oficial das atletas a partir das 19h, além da reunião da arbitragem. Os confrontos serão definidos também na sexta após o sorteio, marcado para as 20h. 


No sábado, 15, e no domingo, 16, as judocas entram nos tatames do Ginásio do SESI em busca do título. As disputas por medalhas começarão a partir das 10h de domingo e terão transmissão ao vivo do SporTV. Em 2013, o pódio foi composto pelo campeão Minas, pela segunda colocada Sogipa e pelo terceiro, Pinheiros.

Por: Assessoria de Imprensa da CBJ

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Reforços estrangeiros elevam nível de Grand Prix Interclubes Feminino no Brasil


Além de reunir grandes campeãs do judô nacional como Rafaela Silva, Mayra Aguiar e Sarah Menezes, campeãs do mundo e campeã olímpica, respectivamente, o Grand Prix Interclubes Feminino, que acontece no próximo final de semana, em São José dos Campos, São Paulo, contará também com estrelas estrangeiras do esporte, já que o regulamento da competição permite este tipo de transferência.

A equipe de Inhumas (GO) investiu pesado em contratações e trouxe, além de Sarah Menezes, a  americana Marti Malloy, bronze em Londres e vice-campeã mundial em 2013, na categoria até 57kg. No Grand Prix Interclubes, ela reencontrará uma de suas maiores adversárias, a campeã mundial Rafaela Silva, que compete pelo Instituto Reação. As duas já se enfrentaram oito vezes, com ampla vantagem para a brasileira: sete vitórias de Rafaela, contra apenas uma da americana. A americana chegou hoje em São Paulo e, antes do embarque para o Brasil, deixou uma mensagem em sua página no Facebook comentando a participação no GP: "Mais 11 horas de vôo e então chegarei em São Paulo para o campeonato Interclubes de Judô", escreveu.  

Menos badalada, a francesa naturalizada belga Sarah Loko é o nome "gringo" da Sogipa para disputar a categoria até 63kg. Apesar de não ter tido resultados expressivos individualmente nos últimos anos, Loko tem boa experiência em competições por equipe. Com a seleção da França, em 2012, ela foi vice-campeã do Campeonato Europeu por equipes e, em 2013, conquistou o Campeonato Interclubes Europeu.  

O maior nome estrangeiro, porém, é, sem dúvida, Idalys Ortiz (+70kg), a cubana campeã olímpica e mundial que vai tentar ajudar o Minas T.C. a conquistar o tricampeonato desta competição. Bem adaptada ao Brasil, Ortiz garante que se sente em casa na equipe mineira, que terá ainda outro reforço cubano: o técnico Ronaldo Veitia, que fará parte da comissão técnica minastenista.

"É a terceira vez que represento o clube, que é muito agradável e todos me receberam bem. Estou muito feliz e me sinto como se estivesse em Cuba. Espero poder ajudar a equipe na disputa do Grand Prix", disse Ortiz em entrevista ao site oficial do Minas. 

As lutas do Grand Prix Interclubes Feminino acontecerão no Ginásio do Sesi, em São José dos Campos, São Paulo, nos dias 15 e 16 de novembro. O SporTV transmitirá as finais no domingo, a partir das 10h, horário de Brasília. 

Por: Assessoria de imprensa da CBJ

terça-feira, 11 de novembro de 2014

Atibaia conquista mais dois títulos brasileiros de judô


Entre os dias 5 e 10 de novembro foi realizado, no estado da Paraíba, na cidade de João Pessoa, os Jogos Escolares da Juventude, o maior evento escolar da América Latina organizado pelo Comitê Olímpico do Brasil. Reunindo 26 estados mais a cidade de João Pessoa (sediadora) e Distrito Federal, com 3893 atletas disputando inúmeras modalidades, representando 1287 estabelecimentos de ensino.  Com o objetivo de colocar estes jovens talentos da classe sub18 em um convívio de perfil olímpico, já revelou diversos atletas olímpicos, entre eles a Campeã Olímpica de Judô Sarah Menezes.

Atibaia, bem representada na categoria -44kg por Jéssica Carvalho, do Colégio Objetivo, acompanhada de seu técnico e da Delegação Paulista, professor Paulo Alvim (Pi), do Colégio Objetivo, conquistaram por mais uma vez o título máximo da categoria, resultado que ajudou a equipe do Estado de São Paulo a obter a primeira colocação da classificação geral.
A trajetória da jovem atibaiense iniciou contra Caroline Feitosa, do estado de Goiás, seguindo com vitória sobre Natasha Ferreira, do Paraná e em seguida, Eduarda Francisco, do Rio de Janeiro, fazendo a grande final com Jennifer Nunes do Rio Grande do Sul. Além da medalha na categoria, Jéssica trouxe em sua bagagem mais uma medalha de ouro, conquistada na disputa por equipes. 

Estes títulos fazem a jovem finalizar 2014 com todos os principais títulos oficiais de sua categoria, já prevendo para o calendário de 2015 a Seletiva Nacional no estado da Bahia, a realizar-se no mês de novembro de 2014. 


Enquanto isso, na cidade de Mauá, foi realizado o Campeonato Brasileiro de Veteranos, onde os judocas da equipe atibaiense do São João Tênis Clube / APAJA / Secretaria de Esportes e Lazer da PEA, Willian Tadashi M2 +100kg e Sérgio Watanabe, M3 -73kg, trouxeram mais algumas conquistas nacionais para Atibaia. Com muita competência o judoca Willian Tadashi sagrou-se campeão brasileiro e Sérgio Watanabe conquistou a 5ª colocação. 

Os judocas agradecem a Concessionária Rota das Bandeiras, Estruturas Metálicas Ando, Colégio Objetivo, FAAT, Colégio Atibaia, Centro Integrado Atibaia Odontologia, Fisioterapeuta Layla Nery, Viação Atibaia São Paulo, Psicóloga Esportiva Mariah Theodoro, Academia R Sette, Nutrivial - Consultoria em Nutrição, Preparador Físico Roger Fonseca e Boletim OSOTOGARI, que acreditam e apoiam o judô atibaiense.

Por: APAJA - Atibaia

Com campeãs olímpicas, 9° Grand Prix Nacional Interclubes Feminino acontece neste final de semana


O Grand Prix Nacional Interclubes Feminino chega à sua nona edição no próximo final de semana com a disputa entre tradicionais clubes formadores de atletas e os maiores nomes do judô feminino brasileiro da atualidade. Rafaela Silva, Mayra Aguiar, Érika Miranda, Ketleyn Quadros e a campeã olímpica Sarah Menezes tentarão levar suas respectivas equipes ao topo do judô nacional. As lutas serão realizadas no ginásio do SESI, em São José dos Campos, nos dias 15 e 16 de novembro. 

Entre os favoritos, destacam-se os times formados pela bicampeã Sogipa (RS), pelo Minas T.C., também bicampeão, e pelo E.C. Pinheiros, campeão do primeiro Grand Prix Feminino, realizado em 2005. Esses três clubes formaram o pódio da última edição da competição, em 2013, com as mineiras em primeiro, gaúchas em segundo e paulistas em terceiro.  

"Na verdade, nós nem consideramos essa questão de favoritismo. É uma competição curta e tem que se manter o foco o tempo inteiro. Entramos para todas as lutas como se fossem todas finais", avalia Floriano de Almeida, técnico que defenderá o título do Gran Prix pelo Minas. "Todas as vezes em que nos saímos bem nessa competição foi porque não pensamos em favoritismo e não escolhemos adversário. Para a gente, não importa contra quem vamos lutar ou como o nosso adversário vai chegar. Importa o que nós vamos fazer para conseguirmos ser campeões." 

A equipe da Sogipa foi a adversária do Minas na final de 2013 e perdeu. Neste ano, o time gaúcho contará com a campeã mundial Mayra Aguiar (+70kg) e mais quatro judocas que fazem ou já fizeram parte da seleção brasileira: Milena Mendes (52kg), Manoella Costa (57kg), Maria Portela (70kg) e Rochele Nunes (+70kg), além da contratação da francesa naturalizada belga Sarah Loko (63kg). Além dela, outras duas judocas fecham o "elenco" de estrangeiras na disputa: a cubana Idalys Ortiz, medalhista de ouro em Londres 2012 na categoria até 78kg, que defenderá as cores do Minas, e a norte-americana Marti Malloy (57kg), medalhista de bronze em Londres. 

Malloy fará parte da equipe OAS Inhumas (GO), que disputou as edições de 2012 e 2013, ficando em sexto e quinto lugar, respectivamente. A formação conta ainda com uma participante de peso: a campeã olímpica da categoria ligeiro, Sarah Menezes. Junto com o Instituto Reação, da campeão mundial Rafaela Silva (52kg), formam as duas equipes que podem surpreender as favoritas. O time carioca, quarto colocado no ano passado em sua primeira participação no torneio, conta ainda com a vice-campeã mundial junior Jéssica Pereira (52kg), e com o reforço de Veronice Chagas (63kg), bicampeã brasileira sênior. 

"É evidente que a gente está buscando isso (surpreender). Com humildade, é claro, estamos buscando não ser só coadjuvante no cenário nacional", explica Luis Fernandes de Araújo Júnior, presidente da equipe goiana que faz parte do projeto social Judô do Futuro Lhofei Shiozawa, nome dado em homenagem ao primeiro atleta olímpico do judô brasileiro. "A vinda da Sarah é como um prêmio para ele (Shiozawa), sendo ela a primeira mulher campeã olímpica do judô. Isso tem um significado muito grande para a gente", disse emocionado o dirigente goiano.    

Nesta edição, 78 atletas, divididas em oito equipes, representarão seis estados diferentes: Rio de Janeiro, São Paulo, Rio Grande do Sul, Goiás, Santa Catarina e Minhas Gerais. As finais serão transmitidas pelo SporTV, no domingo, a partir das 10h. 

Atletas de destaque (com passagens recentes pela seleção principal e/ou de base e convocados para a Seletiva Rio 2016)

Pinheiros
Eleudis Valentim (52kg)
Gabriela Chibana (52kg)
Flávia Gomes (57kg)
Dione Lima (63kg)
Nádia Merli (70kg)
Aine Schmidt (70kg)
Sibilla Faccholli (+70kg)

F.M.E.L. São José (SC)

Instituto Reação
Jéssica Pereira (52kg)
Raquel Silva (52kg)
Giullia Penalber (57kg)
Rafaela Silva (57kg)
Tamires Crude (57kg)
Veronice Chagas (63kg)

Minas
Érika Miranda (52kg)
Nathália Brigida (52kg)
Ketleyn Quadros (57kg)
Ana Carla Grincevicus (63kg)
Mariana Silva (63kg)
Bárbara Timo (70kg)
Idalys Ortiz (+70kg/CUB)

OAS Inhumas
Sarah Menezes (52kg)
Marti Malloy (57kg/USA)
Camila Nogueira (+70kg)

S.E.L. São José dos Campos
Claudirene Cezar (+70kg)
Edinanci Silva (+70kg)

SESI
Karol Gimenes (70kg)
Ellen Furtado (+70kg)

Sogipa
Milena Mendes (52kg)
Manoella Costa (57kg)
Sarah Loko (63kg/BEL)
Maria Portela (70kg)
Mayra Aguiar (+70kg)

Rochele Nunes (+70kg)


Por: Assessoria de Imprensa da CBJ

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Pesquisa personalizada