domingo, 3 de outubro de 2010

Entrevista: Flávia Rodrigues Gomes

Nossa entrevistada da semana é a paulistana Flávia Rodrigues Gomes, 16 anos, judoca da A.D. São Caetano e da seleção de base da CBJ. Campeã mundial sub 17 em 2009, Flávia, recentemente participou de duas competições internacionais, praticamente em sequência, conquistando duas medalhas de prata, uma nos Jogos Olímpicos da Juventude e a outra no Campeonato Pan Americano Sub 17.

Tem como técnicos Marcos Sabino, Mario Tsuitsui, Jairo Azevedo (Leco), Eduardo Bacellar e Thiago Salgado.

Principais Títulos :
Campeã Mundial sub 17 2009;
Tri Campeã Pan Americana 2006, 2008 e 2009;
Vice Campeã Pan Americana 2010;
Vice Campeã dos Jogos Olímpicos da Juventude Cingapura 2010
Tetra Campeã Paulista;
Tri Campeã Brasileira 2006, 2008 e 2009.

B.O.: Como foi seu primeiro contato com o judô?
Flávia: Meu primeiro contato com o judô foi com minhas primas,elas faziam judô quando menores e eu sempre acompanhava nos campeonatos junto do meu pai. Depois de um bom tempo, elas pararam e eu me mudei para uma cidade do interior de São Paulo - Dracena - e lá eu não tinha nada para fazer, até que fui procurar algo e encontrei o judô. Foi quando eu comecei a praticar, mas apenas por passa tempo, até que gostei pra valer (risos).

B.O.: Quando você percebeu que estava pronta para começar a competir? Como foi essa transição?
Flávia: A transição dos treinos para competições demorou um pouco, pois eu fiquei um tempo parada quando voltei para São Paulo. Mas depois de uns dois meses de treinamento aqui em São Caetano eu já participei de um amistoso. E cada vez mais eu fui me adaptando. Meu sensei Jairo, que foi com quem iniciei em São Caetano, me federou e já participei do campeonato Paulista, isso em 2006.

B.O.: Com todos os seus compromissos, o que costuma fazer nas horas vagas?
Flávia: Nas horas vagas eu costumo ficar com a família, gosto de internet, às vezes saio aos finais de semana com meus pais para o teatro. Mas não acontece sempre, pois quase todos os finais de semana têm competições.

B.O.: Nos conte um momento marcante que tenha ocorrido com você no judô:
Flávia: Muitos momentos marcantes aconteceram na minha carreira até hoje, mas o que mais me marcou foi quando eu fui campeã Mundial em 2009. Foi uma conquista que eu queria muito, treinei muito para chegar até lá. E quando estava na final do Mundial,eu quase não acreditava,foi o primeiro dos meus maiores objetivos. E agora em 2010 quando ganhei a prata nas Olimpíadas da Juventude em Cingapura. Foi uma final Olímpica inédita no judô e isso pra mim, por ter sido a primeira a chegar numa final de Olímpiada e ter ganhado prata não tem preço.

B.O.: Como é sua preparação para as competições? Como é sua periodização, preparação física, tática e técnica?
Flávia: Meu preparo para qualquer competição sempre foi o mesmo, treinos,treinos e mais treinos. Acho que não existe outra forma de chegar em algum lugar se não tiver treino. E o psicológico também gosto muito de trabalhar, para chegar na hora da luta estar mais calma e saber o que tem que fazer bem feito.

B.O.: Qual seu objetivo com o judô?
Flávia: Meu objetivo imediato é entrar para seleção principal para tentar ir pontuando e conquistar a vaga Londres.

B.O.: Para encerrarmos nosso “Uchikomi”, por favor, deixe uma mensagem para os judocas.
Flávia: Meu recado para os mais novos que estão iniciando, é nunca desistir,treinar muito, sonhar muito e se dedicar muuuito também, e o resultado vem com um pouquinho de cada coisa dita.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da matéria? Deixe um comentário!
Aproveite e seja um membro deste grupo, siga-nos e acompanhe o judô diariamente!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Pesquisa personalizada