sexta-feira, 27 de abril de 2012

Umuarama: Judô é destaque em projeto de educação na cidade.


Incluído entre as atividades desenvolvidas em duas escolas umuaramenses dentro do programa Mais Educação, em um ano tem conseguido bons resultados educacionais e esportivos.

O esporte faz parte das atividades do Mais Educação no Colégio Estadual Monteiro Lobato, onde foi iniciado em abril de 2011 e no Colégio Estadual Zilda Arns, a partir de julho do ano passado. E, segundo a coordenadora do programa no Núcleo Regional de Educação, Vanessa Benício de Oliveira Cestari Silva, algumas escolas que estão se habilitando a iniciar as atividades do programa a partir do segundo semestre, estão fazendo a opção pelo Judô. “Muitas escolas escolheram o Judô, se espelhando nos resultados obtidos nas escolas onde já tem. Porque é visível o resultado positivo”, afirma Vanessa.

São 50 alunos no Monteiro Lobato e outros 40 no Zilda Arns, com aulas no contra-turno, duas vezes por semana. 

O responsável pelo Judô nestas das escolas é Tomeya Sasahara, 33 anos, faixa preta graduado no Japão, onde também se tornou faixa preta em Jiu-jitsu. Filho de um professor de Judô, ele viveu doze anos no Japão e apenas um ano está em Umuarama, ensinando Judô, Jiu-Jitsu e MMA na Academia Grace/Humaitá.

Resultados

Tomeya considera que o ensinamento do Judô contribui para a formação de crianças e adolescentes, “porque a disciplina, o respeito, a superação e a competição saudável fazem parte do Judô, como também das artes marciais em geral, e isso está fazendo muito bem para os alunos”, afirma o treinador.

Vanessa Cestari Silva concorda com ele e afirma que “o Judô tem colaborado também para melhorar o desempenho dos alunos nas disciplinas escolares, com mais concentração, e também no relacionamento entre os alunos”.

Competição

No campo esportivo, vários atletas do programa conseguiram se classificar na fase municipal dos Jogos Escolares do Paraná, habilitando-se a disputar a fase final da competição, no mês de junho.

Melissa Kimura (Monteiro Lobato) foi campeã na categoria Super ligeiro (-36 kg), Gabriely Faria (Monteiro Lobato) foi campeã na Ligeiro (-40 kg), Isabela Vitória (Monteiro Lobato) foi campeã na Meio leve (-44 kg), Hayana Souza (Zilda Arns) foi campeã na Leve (-48 kg), Isabela Martinussi (Monteiro Lobato) foi campeã na Meio médio (-53 kg), Jayne Souza (Zilda Arns) foi campeã na Médio (-58 kg) e Eduarda Batista foi campeã na Pesado (+64 kg).
No masculino, Cleiton Silva (Monteiro Lobato) foi campeão na categoria Super ligeiro (-36 kg), Joao Victor Requena (Monteiro Lobato) foi campeão na 
Ligeiro (-40 kg), Pedro Marcelo Silva (Monteiro Lobato) foi campeão na 
Meio leve (-44 kg), Gabriel Santos (Monteiro Lobato) foi campeão na Leve (-48 kg) e Brandon Correira (Zilda Arns) foi campeão na Meio pesado (-64 kg).

Também como resultado, alguns dos meninos e meninas que competiram nos Jogos Escolares devem receber bolsas para treinar com a equipe de Judô que representa a Secretaria Municipal de Esporte e Lazer em competições oficiais.
E alunos do Monteiro Lobato e da Zilda Arns também devem participar de um campeonato de Jiu-jitsu no dia 13 de maio em Maringá.

Educação em tempo integral

O programa Mais Educação desenvolvido no contra turno e busca melhorar os índices de aprendizagem e diminuir os índices de evasão nas escolas atendidas, como um primeiro passo rumo à educação em tempo integral, onde a criança e o adolescente ficam no mínimo 7 horas por dia na escola, com recursos do Governo Federal para professores, monitores, materiais e alimentação.

Em Umuarama o programa já funciona nas escolas estaduais Princesa Isabel, Monteiro Lobato, Ceppat, Zilda Arns e Lourenço Filho, em Serra dos Dourados, com 100 alunos em cada uma delas, do 6º ao 9º ano do ensino fundamental, com idade entre 10 a 14 anos.

A partir do próximo semestre, segundo a coordenadora Vanessa Benício de Oliveira Cestari Silva, mais escolas da região do Núcleo de Educação devem iniciar no Mais Educação. São 16 candidatas - 8 de Umuarama e 8 de região – que passarão por um processo de avaliação do Ministério da Educação.

Em cada escola são oferecidas cinco ou seis atividades dentro do programa, definidas pela própria comunidade escolar.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da matéria? Deixe um comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Pesquisa personalizada